cursos para alavancar sua carreira Cursos Online
Treinamento Empresarial
Conferências
Cursos Presenciais
Catho Cursos
   Área de Treinamento Online     Esqueceu sua senha?
 
Preencha seu email abaixo e receba informações sobre nossos cursos:  
CONSULTA de CERTIFICADOS
Digite o código do certificado:  
Entre em contato conosco
Seja um parceiro
Seja um professor
Envie sua sugestão de curso
Indique este site

CENTRAL DE ATENDIMENTO
Telefone Atendimento de segunda a sexta-feira das 8hs as 17hs
(11) 4134-3570
E-mail Entre em contato

Prêmio CORP RH 2010

PEC CORPORATIVO CATHO

O Conteúdo da Catho Cursos em seu Site

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM GESTÃO EMPRESARIAL

A Catho Cursos é uma unidade de negócio da Catho Online

Sistema de gestão de certificado ISO 9001

Somos associados:

ABED ABTD

Siga-nos no Twitter
Home » Artigos sobre E-learning » A teoria da empresa no contexto atual

A teoria da empresa no contexto atual

Ana Carolina Daldegan Serraglia*
|

Neste novo contexto em que está inserida a sociedade contemporânea, muitas mudanças estão ocorrendo, de modo rápido e brusco. Assim, mudança que merece relevância é aquela ocorrida na esfera do Direito Comercial, especificamente, no que tange a Teoria da Empresa. Primeiramente, é necessário definir a Empresa sob o prisma econômico: Ela está ligada a idéia de organização dos fatores da produção - capital, trabalho, natureza - para a realização de uma atividade econômica. É a partir desta concepção é que se desenvolve o conceito jurídico, que está intimamente ligado ao conceito econômico.

De acordo com Alberto Asquini, jurista italiano, não existe um conceito de empresa, mas essa pode ser estudada de acordo com uma diversidade de perfis no conceito. Para ele, empresa é "o conceito de um fenômeno jurídico poliédrico, o qual tem sob o aspecto jurídico não um, mas diversos perfis em relação aos diversos elementos que ali concorrem." Passaremos a analisar, de maneira breve, cada um destes perfis:

O primeiro perfil da empresa identificado por Asquini foi o perfil subjetivo, pelo qual a empresa se identificaria com o empresário, cujo conceito é dado pelo Código Civil Italiano, como sendo "quem exercita profissionalmente atividade econômica organizada com o fim da produção e da troca de bens ou serviços."

Como segundo perfil, Asquini traz o perfil funcional, identificando-se com a atividade empresarial, onde a empresa "seria aquela particular força em movimento que é a atividade empresarial dirigida a um determinado escopo produtivo." Assim, a empresa produziria um conjunto de atos para organizar e distribuir a produção de bens ou serviços.

Identifica também o perfil objetivo ou patrimonial, onde a empresa é considerada como um conjunto de bens, que se destina ao exercício de uma atividade empresarial, distinto do patrimônio remanescente nas mãos da empresa. Neste caso, a empresa seria um patrimônio afetado a uma finalidade específica.

Havia, ainda, o perfil corporativo, que, nas palavras de Asquini, seria "aquela especial organização de pessoas que é formada pelo empresário e por seus prestadores de serviços, seus colaboradores,...um núcleo organizado em função de um fim econômico comum."

Entretanto, essa definição de Asquini foi formulada junto ao Código Civil Italiano, em 1942. Mas, então, como podemos definir Empresa atualmente? Podemos entende-la como uma atividade econômica organizada, que tem finalidade comum, destinada a satisfação de necessidades alheias, produzindo ou fazendo circular bens ou serviços.

O conceito atribuído a empresa por Waldirio Bulgarelli, pode ser entendido com um conceito descritivo, qual seja: "Atividade econômica organizada de produção ou circulação de bens e serviços, para o mercado, exercida pelo empresário, em caráter profissional, através de um complexo de bens."

Outra "idéia " essencial da teoria da Empresa é o empresário. Esse, é o titular da atividade econômica organizada, é o sujeito de direitos. Asquini destaca, nesse ponto, a profissionalidade. Assim, só é empresário quem exerce a atividade de modo profissional, ou seja, são necessários os requisitos da habitualidade e da estabilidade.

De acordo com Francesco Ferrara Junior, " a profissionalidade não depende da intenção do empresário, bastando que no mundo exterior a atividade se apresente objetivamente com um caráter estável."

Assim, quem exerce profissionalmente uma empresa é o empresário.

Como último requisito, há de ser citado o estabelecimento. Trata-se de um conjunto de bens ligados pela destinação de constituir o instrumento da atividade empresarial. Abrange tanto bens materiais (ex: estoque), como bens imateriais (nome da empresa, por exemplo). Nas palavras de Fábio Ulhoa Coelho, "é o conjunto de bens que o empresário reúne para exploração de sua atividade econômica".

A natureza jurídica do estabelecimento não se confunde com a natureza da empresa (pois não se trata da atividade empresarial), nem com a natureza do empresário (pois não se trata de ente personalizado). O estabelecimento não é pessoa, nem atividade empresarial, é uma universalidade de fato que integra o patrimônio do empresário.

Portanto, diante da breve exposição dos requisitos exigidos para a configuração da Teoria da Empresa, podemos concluir que o centro dos estudos do direito comercial está sendo transportado para uma nova área, ou seja, a atividade empresarial. Tal mudança é vista como um grande avanço aos olhos dos estudiosos e doutrinadores, pois três realidades intimamente ligadas - a empresa, o empresário e o estabelecimento - estão se sobressaindo no contexto atual. Para a teoria da empresa todo empreendimento organizado economicamente para a produção ou circulação de bens ou serviços está submetido à regulamentação do Direito Comercial.

*Ana Carolina Daldegan Serraglia
Acadêmica do 4º Ano (7ª Etapa) do curso de Direito da UNAERP


Quer saber mais sobre direito comercial? Conheça nosso curso online:


DIREITO COMERCIAL






Conheça outros cursos da área jurídica:

DIREITO TRIBUTÁRIO






DIREITO DO TRABALHO






DIREITO DO CONSUMIDOR






DIREITO ADMINISTRATIVO






Fonte:http://www.direitovirtual.com.br

Os textos aqui apresentados não representam necessariamente a opinião e/ou posicionamento da Catho Educação Executiva e são de inteira responsabilidade dos seus autores.

Veja também:

Torne-se um Parceiro da Catho Cursos



Copyright 1996- Catho Online. Todos os direitos reservados. All rights reserved. ajuda / faq . mapa do site . Contato