Estou na liderança, e agora?

Colunista: Alessandro NatalEsqueça todos os benefícios que o cargo lhe irá proporcionar. Se você não souber desenvolver as pessoas que irão fazer parte de sua equipe, de nada adiantará sua promoção. Ser líder não é ter um título ou benefícios, mas sim conseguir resultados por meio de sua equipe de trabalho.  Se não conseguir desenvolver pessoas, a notícia que hoje lhe está sendo agradável poderá tornar-se um pesadelo.

A atuação de um líder está nos pequenos detalhes, e não no macro. São atitudes, comportamentos, ser o profissional que compartilha informação, que é “amiga” do grupo – sem exageros, e que tem uma postura ética e profissional.
É raro encontrar um líder hoje em dia. A preocupação dos líderes é ter, não em ser; o que faz com que em alguns casos não tenham uma postura ética de líder, como, por exemplo: assumir responsabilidades quando erram principalmente no desenvolvimento da equipe.
Suas atitudes de líder serão questionadas várias vezes por dia, por seus colaboradores e superiores, por eventos e por sua conduta.
Quando um profissional é promovido, subentende-se que ele está preparado para assumir o novo cargo. As organizações escolhem seus líderes mediante resultados técnicos e esquecem de capacitá-los para liderar a equipe. O que deve ser feito?
Prepare-se. Crie, por exemplo, um plano para saber quais são as novas habilidades a serem desenvolvidas diante da oportunidade, assim como, identificar e eliminar possíveis pontos a serem melhorados que possam interferir no sucesso da carreira.
Participe de treinamentos direcionados para Liderança e faça networking com outros líderes.
É fundamental que você entenda a importante conexão entre a motivação de seus funcionários e o exercício de suas responsabilidades de liderança.
Pense nisso!

Estamos preparados para a batalha da concorrência?

Para o jogo que virá

Tudo tem consequência