Demitido por um like

Uma curtida em um comentário causou polêmica em Campinas, interior de São Paulo. E se fosse só a polêmica, estava bom. Um funcionário de uma empresa foi demitido por justa causa por curtir um comentário no Facebook de um ex colega que criticava a empresa que ele trabalhava.

Ao ser desligado por justa causa, o ex-colaborador recorreu à justiça, afinal, foi apenas uma curtida numa rede social, mas não teve a queixa acatada, já que o Tribunal responsável pelo julgamento considerou que a demissão por justa causa correta.

E fica aí o questionamento: até qual ponto as empresas podem monitorar o comportamento dos contratados nas redes sociais? E o quanto as atitudes por lá devem ser consideradas nas avaliações dos profissionais?

Esse assunto divide opiniões, já que, para muitos, os perfis na web funcionam como um diário em que as pessoas mostram seus posicionamentos, causas e insatisfações. E isso acaba sendo uma eficiente maneira de  conhecer um colaborador verdadeiramente.

Outros defendem que a as redes sociais são estritamente pessoais, espaços de descontração e relacionamento, e não devem ser observadas para embasar decisões profissionais.

E você, autoriza o stalker nos seus perfis?

Jornalismo #ProfissõesCatho

Qual destes 3 caminhos você prefere seguir na carreira? (Parte…

Deficiência Visual | Definições e Perspectivas