5 estratégias para afastar a síndrome de burnout de sua vida! (Parte 2)

 

Considerada por alguns médicos e outros especialistas a doença do século XXI, a síndrome de burnout, afeta drasticamente a vida do trabalhador. Apesar de atingir com maior incidência os viciados por trabalho ou workaholics, atualmente, outros perfis têm sofrido com este mal, principalmente por conta de rotinas mais intensas e  repletas de atividades.

Em outro artigo publicado, eu apresentei 5 estratégias para afastar a síndrome de burnout de sua vida e, hoje, comentarei mais dicas que podem ser simples, mas definitivas para distanciar dos impactos desta doença, que inicia com o aumento da ansiedade, avançando para angústia e chegando a depressão.

 

6- Defina e respeite os seus horários de sono

Ter um rotina de descanso bem definida é fundamental para garantir a sua saúde física e mental. Estudos mostram que as pessoas bem-sucedidas possuem claras rotinas para dormir e raramente deixam qualquer coisa interferir neste momento.

E você? Quão importante é a sua rotina de dormir? Você se preocupa em ter um momento adequado para acalmar o seu corpo e a sua mente do dia que passou, deixá-lo para trás e, finalmente, descansar? Vá para a cama na mesma hora todas as noites, deixe o seu celular desligado, evite ligar ou utilizar qualquer outro eletrônico e aproveite para relaxar e se preparar para dormir e sonhar.

 

7- Hidrate-se antes de sentir sede

O nosso corpo é formado por, aproximadamente, 70% de água e grande parte de nossas funções mentais ou metabólicas só são bem executadas quando estamos adequadamente hidratados. Portanto, beba água durante todo o dia. Diminua a ingestão de refrigerantes e álcool. Faça uma pequena pesquisa na internet, leia apenas as fontes que confia e veja a influência que uma boa hidratação tem em sua qualidade de vida.

 

8- Pratique uma atividade física

Estamos cada dia mais sedentários, apesar de conhecermos os benefícios da prática de atividade física. Neste caso, as pessoas podem ser ainda mais criativas para inventar desculpas. Entenda que se priorizar é algo que você precisa fazer se quiser afastar a síndrome de burnout da sua vida. Qualquer atividade física lhe ajudará a se desligar dos compromisso do dia, mesmo que por 30 minutos, trazendo maior equilíbrio e disposição.

 

9- Respeite os seus próprios limites

Se não se respeitar, ninguém o fará. Respeite o seu tempo, a sua energia e a sua vida. Lembre-se que a cada resposta “SIM” que oferece em seu ambiente de trabalho, você está automaticamente dizendo “NÃO” para outro aspecto de sua vida. O problema acontece quando você diz “SIM” a tudo que ocorre no trabalho, pois desta forma não terá tempo para tocar a sua vida como deveria.

Perceba que este hábito é péssimo e vai te dominar se não fizer nenhum movimento contrário. Defina os seus limites agora! Sorrir e dizer: “Eu adoraria te ajudar, mas, no momento, tenho outra prioridade”, pode ser a diferença entre uma vida saudável ou não.

 

10- Cobre-se menos

Existem pessoas que mesmo tendo ótimos progressos em suas vidas ainda continuam a se perguntar e se cobrar: “O que mais eu ainda preciso fazer para ter um resposta melhor?”. Nestas situações, algumas pessoas podem se irritar e esquecer que estão, realmente, no caminho certo. Portanto, seja mais gentil com você mesmo. Se estiver executando as ações corretas, tudo se resolverá com o tempo. Aproveite para curtir o caminho percorrido para o seu crescimento profissional e não se desgaste além do necessário.

 

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

No mercado de trabalho, quem senta no Trono de Ferro?

5 pensamentos que te atrapalham na hora de conseguir um…

Destravando a comunicação dos tecnólogos