Atitudes desesperadas do desempregado

Atitudes desesperadas do desempregadoDurante o período fora do mercado de trabalho, algumas pessoas se desesperam e acabam errando na escolha do novo emprego. O desemprego também vive suas fases, se a pessoa está recém demitida, precisa de um tempo para se recuperar, pois a demissão é um processo dolorido de separação.

Agora, se a pessoa já se recuperou ou se foi ela quem pediu para sair da empresa, o ânimo é outro, o que ameniza a realização de algo impensado.

Segundo o coach Riccardo Oliveira, as principais atitudes desesperadas de um desempregado vão desde aceitar a primeira oferta de emprego que aparece, mesmo que esta oportunidade desvie sua trajetória profissional, aceitar ganhar bem menos do que recebia e ignorar se a distância ao trabalho é viável e, se a cultura da empresa tem a ver com seu estilo.

“A primeira forma de evitar uma atitude desesperada é respirar fundo e planejar o próximo passo na carreira. Costumo dizer a meus clientes que tudo é possível e que oportunidades não faltam, mas o segredo é encontra-las no tempo certo. Portanto, profissionais desempregados devem evitar mandar seus currículos para todas as empresas que precisam de alguém e muito menos para contatos de seu network que estão em áreas totalmente diferentes do seu objetivo”, explica o coah.

Como é possível evitar as ações desesperadas?

De acordo com Ramy Arany, co-fundadora do Instituto KVT, é importante que as pessoas que se encontram desempregadas considerem que se o estado emocional está ruim, com desânimo e com a autoestima e autoimagem abalada, está mais que na hora de pedir ajuda.

“Seja verdadeiro consigo mesmo e não faça nada premeditado ou que seja contrário a seus valores. Trabalhe continuamente a favor de si mesmo e para se recolar. Acredite em seu valor, sua capacidade e profissionalismo. Auto reconhecimento, hoje, é uma competência muito apreciada”, enfatiza a especialista.

Quais atitudes devem ser tomadas para conquistar um novo emprego?

Para não perder tempo o coach Ricardo Oliveira listou algumas dicas essenciais para conseguir uma recolocação:

– Listar até 30 empresas de seu interesse, dividindo-as por segmento de mercado, tamanho ou até concorrentes da antiga empresa.

– Colocar a mão na massa: cadastrar o currículo nos sites das empresas, usar redes sociais, e acionar a rede de relacionamentos (network).

– Atualmente, o número de pessoas contratadas por indicações só aumenta. Portanto, entrar em contato com pessoas que realmente possam ajudar, seja pela confiança ou por estarem em cargos comuns nas empresas listadas, pode facilitar muito o caminho até a contratação.

Além disso, para quem busca novas oportunidades no mercado, o Guia de Profissões e Salários da Catho pode ajudar nesta procura. Dentro do Guia é possível saber como anda a movimentação de mercado e ainda as necessidades que cada cargo exige do profissional como, por exemplo, pós-graduação e idiomas. Além disso, é possível traçar uma meta e observar a evolução necessária para conquistar o objetivo.

 

Você é o hoje o profissional que sonhou quando criança?

Como destruir sua carreira mesmo entregando ótimos resultados

10 habilidades imprescindíveis para qualquer profissional