Christian Barbosa e a administração do tempo

Christian Barbosa é o maior especialista em administração de tempo do Brasil. Precoce, ele abriu sua primeira empresa aos 15 anos e foi um dos profissionais mais jovens do mundo a receber o certificado da Microsoft.

Christian é fundador da Triad Consulting, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo, e dá treinamentos e palestras para as maiores empresas do país e do mundo.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Carreira & Sucesso, Christian conta como atingiu o sucesso antes dos 20 anos de idade e, inclusive, relata como sua vida pessoal foi afetada por seu trabalho.

Confira a entrevista!
– Christian, qual sua formação e como começou sua carreira?

Sou formado em ciências da computação, e comecei minha carreira aos 14 anos, quando abri minha primeira empresa.

– E como foi isso? Como foi abrir uma empresa tão jovem?

Eu sempre quis ser empresário. Desde os 7 anos de idade eu botei na cabeça que queria ter uma empresa cheia de computadores. Minha infância foi isso, foi perseguir esse sonho… Durante muito tempo eu convidei meus amigos da escola para serem meus sócios, mas ninguém queria. Então, de 13 para 14 anos, eu consegui passar numa prova de certificação mundial da Microsoft, e me tornei o profissional da Microsoft mais jovem do mundo. No ano seguinte a isso, eu abri minha primeira empresa, a Blue Eagle, que era uma empresa de tecnologia focada no desenvolvimento de aplicações. Ela cresceu bastante, e quando eu estava com 18 anos, chegou a ser uma das maiores empresas do Brasil, pois desenvolvíamos os primeiros portais de conteúdo da América Latina.

– E como surgiu seu interesse pela gestão do tempo?

Como a empresa estava crescendo demais (isso aconteceu no boom da internet, de 98 para 99), eu estava trabalhando muito, e foi nesse momento que eu comecei a ficar extremamente doente por conta de estresse e volume de trabalho. Eu tinha um pirepaque pelo menos uma vez por semana. Eu comecei a ter um refluxo, que virou gastrite, que virou uma úlcera, e que se transformou num tumor. Quando eu fui fazer a biópsia, o médico me disse que já tinha visto muitos homens de 50 anos com o que eu tinha, mas um garoto de 18 anos, era a primeira vez. Ele, então, me indicou fazer um curso de ioga, meditação e gestão do tempo pra mudar meus hábitos. Eu achei aquilo muito idiota, mas mesmo assim comentei com a minha secretária, e ela me inscreveu num curso de gestão do tempo de uma empresa que ainda nem existia no Brasil, chamada Daily Runner, que é uma consultoria americana especializada nesse assunto. Eu fiz o curso da Daily 4 vezes, e gostei. Achei que falava a minha língua. Toda a minha formação é muito matemática, computação, então não podia ser muito aquela coisa de autoajuda, de motivação, porque eu sou contrário a isso. Para mim, tinha que ter técnica. E na gestão do tempo eu vi que tinha, e que eu podia até criar uns softwares sobre isso. Então, paralelamente à minha empresa, passei a ser consultor e instrutor de gestão de tempo em algumas empresas, a mais conhecida foi a Franklin Covey. Porém, chegou um ponto, em 2002, em que eu achei que o que eu estava ensinando nessa linha não dava mais tanto resultado. Eu, então, comecei uma pesquisa aqui no Brasil (mas que foi feita também na Europa e nos EUA), sobre gSestão de produtividade.

– E o que você descobriu com a pesquisa?

A pesquisa mostrou que a gestão de tempo estava desatualizada, que tinha literalmente ?parado no tempo’. Mas mesmo assim, no fundo, ninguém me deu muito crédito. E eu me irritei um pouco, porque eu tinha provas de que as coisas precisavam mudar! Como a pesquisa durou até o final de 2003, só em 2004 eu comecei a criar um método baseado nos resultados dela. Esse método virou um livro, chamado ?A Tríade do Tempo’, que basicamente é o resultado da pesquisa. Junto, lancei um software que aplicava tudo o que eu havia dito no livro. Essa é a minha formação; eu preciso exteriorizar, eu precisava ter uma ferramenta que aplicasse tudo aquilo que eu tinha percebido, e foi aí que surgiu o Tríade Software. Ele acabou sendo um sucesso maior do que eu esperava, foram mais de 2 milhões de downloads ao redor do mundo.

– Foi aí que a Tríade Consultoria foi criada?

Com esse sucesso, eu acabei fazendo uma fusão da minha empresa com uma do grupo da Prax, que é holding do Washington Olivetto, da W Brasil. Acabou que eu não conseguia ainda me dedicar à gestão do tempo, porque essa nova empresa, chamada Pop Com, também estava crescendo. Chegou um momento que eu tive que sair da empresa para me dedicar exclusivamente à gestão do tempo e à Tríade, então, em 2007, eu vendi minha participação e abri a Tríade como uma consultoria mesmo. A Tríade era pequena, apenas eu, uma secretária e um sonho, e acabou que cresceu demais. Estamos presentes no Brasil e em Nova Iorque, e temos um grupo de mais de 40 profissionais que ministram treinamentos, palestras e explicam a metodologia aos mais variados clientes do mundo. No Brasil, das 500 maiores empresas, a gente atende mais de 1/3 delas; nos EUA também. Somos referência no País quando o assunto é administração de tempo, produtividade e colaboração, além das diversas pesquisas, desenvolvemos trabalhos de consultoria com resultados excepcionais.

– E gerenciar o tempo funciona da mesma forma em todos os países? Aspectos culturais influenciam?

Existem diferenças culturais, como, por exemplo, o americano, que tem uma cultura maior voltada ao planejamento e à produtividade. Então, lá esse assunto é extremamente bem desenvolvido, coisa que no Brasil, não é tanto. Aqui a gestão de tempo está começando agora. Fui o primeiro a colocar esse assunto na mídia, mas as empresas ainda não dão tanta importância. Essa, pra mim, é a principal diferença.

– Você está presente em quantos países?

Eu ministro palestras em todos os lugares do mundo. Já visitei muitos países para ministrar palestras nesse assunto. Nossos softwares são utilizados hoje em mais de 50 países, processando mais de 30 milhões de atividades mensais.

– E para você, qual é a relação entre tempo e dinheiro, Christian?

Eu descobri que tendo tempo, você começa a ganhar dinheiro. Quem trabalha demais não ganha dinheiro, rs. Mas o que eu quero dizer com isso é que, às vezes, as pessoas estão muito focadas NO trabalho. Tem que focar O trabalho. Quando a preposição muda, muda também o foco. Eu acredito que dinheiro e tempo são duas grandezas que, quando utilizadas de forma equilibrada, ajudam você a ter uma vida mais próspera. Quando eu tinha 18, 19 anos, eu fiz meu primeiro milhão. Basicamente eu tinha muito dinheiro, mas não tinha tempo para aproveitá-lo, e foi um problema na minha vida, porque eu não sabia equilibrar essas duas grandezas. Hoje eu posso dizer que consigo ter tempo e dinheiro de forma prazerosa. Eu não preciso me matar de trabalhar para fazer dinheiro, posso aproveitar o sucesso que as empresas estão tendo. Além da Tríade, eu ainda tenho uma holding que investe em outras empresas, então tem uma agência de propaganda, uma empresa de tecnologia, tem um monte de outros negócios pequenos que, devido a conseguir equilibrar meu tempo, eu consigo tocar, fazer com que eles evoluam. Dessa forma, a máxima de que “tempo é dinheiro” é a maior mentira do mundo. Se tempo fosse dinheiro, qualquer mendigo da rua teria muito dinheiro. E qualquer milionário teria muito tempo.

– Você já é autor de 5 livros, correto?

Na verdade são 4 livros publicados, mas tenho também uma participação em um livro da revista Venda Mais.

– E está em seus planos desenvolver outros?

Sim, tenho mais 3 livros contratados para lançar nos próximos anos.

– E você vai abordar o mesmo tema? Pode nos adiantar algo?

Eu não vou falar o tema, mas adianto que no começo do ano vou entregar o texto de um livro novo, sobre gestão do tempo também, só que bem diferente. Esse deve ser lançado no meio do ano, e tenho ainda mais dois que começo a escrever no ano que vem, pra ser lançado em 2011.

– E sua saúde melhorou, Christian, depois que começou a trabalhar a gestão do tempo?

Minha saúde hoje é perfeita. Não foi do dia para a noite, mas todos os problemas de saúde que eu tinha melhoraram. Hoje eu consigo dizer que tenho uma vida totalmente equilibrada. Quando você começa a balancear seu lazer, família saúde, trabalho, esporte, você experimenta uma saúde mais plena. Eu digo para as pessoas: não acredite na gestão de tempo. Não é crença, fé, nem autoajuda. Tem que experimentar. E ela vai dar resultado. Cedo ou tarde, mas sempre vai.

Para contatar Christian Barbosa, acesse:

Christian Barbosa: www.christianbarbosa.com.br

Triad Consulting: www.triadedotempo.com.br

Que animal você é? Conheça a personalidade dos animais

O uso de tatuagem e piercing na entrevista de emprego

Como falar sobre os pontos negativos em uma entrevista