Filmes que inspiram: A Dama de Ferro

Margaret Thatcher teve que pagar um preço alto e superar diversos obstáculos para conquistar o posto de primeira-ministra da Grã-Bretanha, em 1979. Desafiando as convenções ao seguir caminho pela carreira política, ambiente até então dominado por homens, ela experimentou altos e baixos e se tornou um exemplo de superação.

Dona de uma personalidade forte, ao assumir o poder e optar por medidas drásticas e bastante impopulares, na tentativa de recuperar a economia do país após a recessão causada pela crise do petróleo no fim dos anos 1970, Margaret passou a ser conhecida como Dama de Ferro, apelido que a acompanhou até o final de sua vida.

Na cinebiografia de Phyllida Lloyd (Mamma Mia!), é possível perceber as dificuldades enfrentadas pela ex-primeira-ministra (interpretada pela recordista de indicações ao Oscar, Meryl Streep), durante os 11 anos de seu governo. Os paradigmas, erros e acertos da personagem e seus métodos considerados rígidos de comando são, até hoje, marcas de seu estilo de liderança. O filme recebeu dois prêmios da Academia – Melhor Atriz e Maquiagem.

 

No trabalho, OUVIR pode ser mais importante do que FALAR

21 Dicas para atrair o emprego desejado

Home Office: vilão ou solução?