Estou desempregado! Posso aceitar um salário menor?

Por: Roni Silva

Estar desempregado, além de grande desmotivação, gera diversas dúvidas ao profissional em busca de novas oportunidades. Normalmente quando se está trabalhando, movimentações acontecem apenas para posições com salários ou cargos mais altos. Mas quando se está desempregado a realidade é a mesma? Será que é prejudicial à carreira escolher uma posição com salário e cargo menor do que a última experiência?

Como a maioria das respostas para assuntos relacionados à carreira não têm uma tese pronta, tudo depende das características e do momento em que o profissional está. As palavras-chave para a ocasião são: equilíbrio, planejamento e controle. Neste momento o profissional deve pensar em sua carreira em unicidade, não em como o mercado irá enxergar suas escolhas. O mercado sempre aceitará decisões profissionais desde que elas tenham propósitos definidos e estruturados.

Não caia em desespero

Tomar decisões sem planejamento em meio aos conflitos do desemprego pode não ser uma boa ideia. Não adianta aceitar uma proposta de trabalho a qual o profissional não se sinta confortável e tenha vontade de mostrar seu desempenho, ao forçar situações as chances de se frustrar e perder o emprego ou ser um profissional desmotivado são altíssimas.

Por isso, o importante é planejar quais serão os próximos passos, definir o quanto ofertas menos rentáveis fazem sentido em médio e longo prazo e quais chances de crescimento há em novas empreitadas. Fazer um estudo financeiro também é fundamental, entender o quanto de dinheiro se necessita, fará com que o profissional entenda o quanto ele pode ceder quanto às propostas com salários mais baixos.

Faça contrapropostas

Outra importante ação que um profissional pode usar quando se deparar com oportunidades bacanas, mas com remuneração baixa é negociar. Não é preciso ter vergonha, a empresa também precisa de um colaborador, por isso, mostre por que você deve ganhar mais, seja sincero, comprometa-se com resultados acima do esperado. O máximo que acontecerá é uma negativa, mas vale a pena tentar.


 

Invenções de pessoas negras que ajudam no seu trabalho

11 carreiras para seguir na área de comunicação

Qual a diferença entre psicólogo e psiquiatra?