Não assassine a língua portuguesa!


E quem é que nunca disse ‘nóis vai’, ‘nóis foi’ na vida, que atire a primeira pedra. Mas a vida profissional pede muito mais que o português coloquial que falamos em casa ou entre os amigos.

No mercado de trabalho, a língua portuguesa é sua melhor amiga! Saber diferenciar o ‘Mas’ de ‘mais’, que o primeiro possui ideia de oposição e o segundo de adição. Ou se atentar ao ‘senão’ e o ‘se não’, quando um tem como função substituir expressões como ‘caso contrário’, ‘mas’, ‘com exceção’ ou ‘exceto’ e o outro quando o ‘se’ puder ser substituído por ‘caso’, respectivamente.

Saber usar as palavras corretamente, ter um vocabulário vasto e fugir das gírias está entre o perfil do candidato perfeito. Essa é um pré requisito para muitas áreas, se não todas elas, já que a comunicação de maneira correta é fator de sucesso para todo tipo de projeto, seja ele em qual área for.

Esse assunto te interessa? Receba mais conteúdo relacionado a carreira, basta cadastrar seu e-mail abaixo.

[newsl]

No Brasil, geralmente não é preciso estudar muito para ‘passar de ano’ e essa é um dos fatores que impedem que a maioria não se aprofunde nos estudos do próprio idioma e a maioria dos trabalhadores ingressa no mercado com muitas dúvidas sobre o assunto.
Além de deficiências na formação básica, a falta de familiaridade com a escrita também contribui para o problema. Todos que tiveram um bom professores de português foi orientado a ler mais, e sabe que  quem lê pouco e escreve de forma mecânica está mais suscetível a “atropelar” alguns preceitos básicos da língua, se comunicar usando o gerúndio fora de hora e possui imensas dúvidas quando o assunto é falar e escrever sua língua materna corretamente.
A literatura brasileira possui muitas obras que podem servir de ajuda para quem ainda persiste com dúvidas desde a época da escola, ou mesmo para quem continua estudando e volta e meia tem aquele apagão.

Uma boa dica para se livrar de alguns erros é a obra “Livro de anotações com 101 dicas de português” (Editora Hunter Books, 2014), de autoria de Rosângela Cremaschi, professora de comunicação escrita na Faap.

[adinserter name=”relacionadas”]

3 fatores que atrapalham profissionais maduros a voltarem ao mercado…

Barreiras da inclusão no mercado de trabalho

Como conseguir emprego sem experiência?