3 comportamentos inadmissíveis para qualquer líder

Existem alguns comportamentos da liderança que afetam diretamente a motivação dos seus colaboradores. Independente se você é um líder ou um liderado, precisa conhecer estes “desvios” para que se torne um líder melhor no futuro ou para que consiga apoiar a sua liderança atual a ter uma conduta mais eficiente no trabalho.

Qualquer líder, seja técnico ou estratégico, deve entender que algumas habilidades comportamentais são extremamente exigidas para que tenha sucesso na coordenação dos seus times. Desenvolver estas habilidades não é uma opção: ou você evolui ou nunca terá um time que te percebe como referência.

Os piores problemas em resistir no desenvolvimento de comportamentos essenciais no papel de liderança são a distância que se cria da equipe, a perda de confiança, a redução da produtividade e a descrença nas estratégias da empresa.

Sendo assim, atenção aos comportamentos abaixo para entender se você apresenta características parecidas. Se este for o seu caso, procure ajuda. Afinal, desenvolver comportamentos é uma tarefa complexa e exige disposição, consciência e um acompanhamento próximo para garantir o desenvolvimento.

1- Estar sempre ocupado, distante ou inacessível

Qualquer líder possui uma infinidade de tarefas a executar. Precisa apoiar a equipe na execução das tarefas, controlar os resultados produzidos, consolidar os avanços e o alcance das metas, além de gerenciar conflitos de relacionamento da equipe e com os clientes.

Estar ocupado neste processo é comum. Porém, todo líder precisa priorizar o seu tempo para estar disponível para a sua equipe pelo menos por algumas horas por dia. Não há nada mais frustrante para o time do que desejar resolver um problema, tirar uma dúvida, pedir uma aprovação e não conseguirem avançar em suas demandas porque você não está próximo.

Caso você esteja com problemas para apoiar a equipe, prepare algum profissional mais experiente para assumir o seu papel nos processos de tomada de decisão. Assim, mesmo que precise viajar ou se ausentar, a sua equipe conseguirá ter a autonomia que precisa.

2- Ter uma comunicação obscura

Gestores inseguros podem cair na armadilha de ocultar todas as informações que tem acesso, por não saber o que deve ou não ser compartilhado com os seus liderados. Manter uma postura de ocultar informações, processos de mudança e estratégias da empresa só gera insegurança, confusão e frustração nos colaboradores.

Comunicar adequadamente é uma arte e qualquer profissional precisa desenvolver. Dividir as informações adequadas aumentará a confiança que a equipe possui sobre o seu trabalho e o engajamento na busca por maiores objetivos.

Ser liderado sem informação é a mesma coisa que viajar vendado e amarrado no porta-malas de um carro. Além de não ser confortável, é desesperador por não saber para onde vai e qual será o caminho percorrido. Não faça isso com a sua equipe.

3- Não assumir os seus erros e a responsabilidade pela correção

Parece estranho, mas acontece. Alguns gerentes defendem as suas carreiras jogando qualquer falha de condução debaixo do tapete. Se você é um líder entenda que qualquer erro ou problema que aconteça é responsabilidade sua. Talvez não seja responsável direto por causar o erro, mas é responsável por assumir o processo de reparação do problema.

Este é um problema comum, pois alguns líderes sabem a autoridade que tem e utilizam este poder para transferir o problema para equipe. Como possuem cargos de confiança também tendem a ser pouco questionados pela direção, se aproveitando desta condição.

A junção destes fatores é explosiva. A empresa pode produzir gerentes imaturos, com baixíssima capacidade de responder aos desafios oferecidos pelo mercado e pelos clientes, além de destruir a relação com os membros das equipes que sempre se sentirão abusados e desrespeitados.

Não seja um líder qualquer. Assumir o papel de conduzir pessoas é de extrema importância e ser negligente na forma de interação e com as suas responsabilidades chega a ser criminoso. Você poderá afetar a carreira, a vida e os sonhos dos seus liderados!

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

Coronavírus: o que fazer quando a empresa libera home office,…

Como lidar com a raiva no ambiente profissional?

5 comportamentos que prejudicam sua imagem profissional