4 estilos de comunicação essenciais para liderar

A comunicação é uma das habilidades mais importantes para qualquer líder. É necessário entender e comunicar adequadamente estratégias, objetivos e ações a clientes, colaboradores e parceiros. Como as pessoas e situações são diferentes, você precisa adaptar o seu estilo de comunicação para que consiga liderar rumo ao objetivo esperado.

Para que a sua equipe tenha um desempenho excepcional não basta ouvir e falar. É preciso utilizar as ferramentas de comunicação certas, alternando entre perguntas e direcionamentos com tom suave e assertivo, além de detalhar informações e se manter em silêncio.

Como líder, uma das habilidades mais importantes que você precisa desenvolver é a capacidade de adaptar o seu estilo de comunicação com base nas necessidades situacionais. Quando você consegue usar as ferramentas de comunicação certas, é possível ajudar a sua equipe a alcançar um desempenho máximo. Não há nada mais poderoso do que comunicar de uma maneira que, realmente, ressoe com os seus funcionários. Vamos dar uma olhada nos seis principais estilos de comunicação que cada líder deve ter na sua caixa de ferramentas.

Aprenda a ouvir

A base da comunicação está na capacidade de ouvir e entender o que o outro diz. Você não será capaz de se comunicar com eficiência se as informações que processa foram afetadas por ruídos e julgamentos inconscientes da sua parte. Isto acontece, por exemplo, sempre quando alguém que você não se identifica tenta conversar com você.

É preciso estar aberto para ouvir o outro. É necessário fazer um esforço consciente para entender o que o outro deseja comunicar. Como líder, ouça mais do que fale. Faça perguntas para esclarecer o que o outro está tentando te dizer. Parafraseie para confirmar se você está entendendo adequadamente. Esta é a única forma de coletar informações importantes para apoiar a sua tomada de decisão.

Seja assertivo e direcione a sua equipe

Direcionamento é uma habilidade fundamental, principalmente quando está conduzindo uma equipe de profissionais menos experientes ou quando um problema é identificado e ações corretivas são necessárias. Como líder você precisa orientar as pessoas e mostrar o caminho mais adequado. É seu papel tomar decisões e conduzir os colaboradores com responsabilidade através de um plano de ação claro.

Dependendo da situação, talvez seja necessário elevar a temperatura da comunicação para que as pessoas entendam a importância do que está dizendo, mas lembre-se que elevar a temperatura não é ser agressivo. É manter A sua assertividade apenas utilizando uma comunicação não-verbal mais séria e direta.

Comunique-se para capacitar as pessoas

Sempre que perceber um colaborador sofrendo para executar determinada atividade, é necessário que você entre em ação. Por ter mais experiência profissional, você poderá oferecer o mesmo passo a passo que utilizou no passado para resolver a situação. Mostre que você já passou por dificuldades parecidas, aprendeu a lidar com elas e apresentará um meio para que o colaborador atue com mais facilidade.

Após ensinar uma estrutura para que a pessoa execute a atividade, acompanhe os resultados. Se necessário, mostre outros meios para resolver o mesmo problema, principalmente se o colaborador tiver menos experiência ou maturidade. Ajude-o neste processo de desenvolvimento. Ouça-o e ofereça ideias. Corrija as ações até que o resultado seja o esperado.

Facilite a reflexão para elevar a maturidade da equipe

Se estiver interagindo com colaboradores mais maduros, você deve respeitar a autonomia deles. Desta forma, ensinar estruturas prontas não é o melhor caminho. Você pode simplesmente questionar o colaborador para que ele encontre as respostas mais adequadas para resolver as dificuldades enfrentadas, segundo o seu contexto de vida.

Em um primeiro momento, você pode ficar incomodado com o tempo que o profissional pode levar para achar as suas respostas, mas não desanime. Mantenha uma postura de questionamento até que o colaborador se familiarize com o processo e aprenda a gerar ideias por conta própria. Dê opções e deixe-o criar um caminho para alcançar os resultados desejados.

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

Como lidar com a raiva no ambiente profissional?

5 comportamentos que prejudicam sua imagem profissional

3 comportamentos inadmissíveis para qualquer líder