No trabalho, OUVIR pode ser mais importante do que FALAR

Todo ser humano tem um instinto natural de querer estar certo, ou seja, querer ter razão sobre determinada situação. Acredito que em algum momento de sua vida você já apresentou este comportamento. Todas as pessoas evitam serem contrariadas, criticadas e corrigidas. Isto ocorre porque misturamos nossos pensamentos com o que somos e, assim, defendemos nossas ideias para defendermos nossa identidade.

Esta postura de defesa sobre pensamentos e opiniões pode ser mais leve ou intensa dependendo da personalidade da pessoa e dos níveis maturidade e autoconhecimento. Se a pessoa não identificar a sua tendência natural de se defender, este comportamento pode se agravar ao longo do tempo.

e

Aprender a ouvir diferentes pontos de vista, avaliar cada situação de forma isenta de julgamento e rever as suas verdades é difícil, mas é um processo fundamental para que possa gerenciar conflitos, crescer profissionalmente e deixar os seus clientes cada vez mais satisfeitos. Porém, se você continuar focado em apenas falar e defender incessantemente a sua opinião, sofrerá com os seguintes problemas:

 

Sem ouvir, você não atende às expectativas da empresa e da liderança

Se você não der total atenção às instruções e orientações da liderança e, principalmente, se ficar preso dentro das suas convicções, nunca será capaz de entender com clareza o que esperam do seu trabalho e atingir essas expectativas se torna uma tarefa impossível.

Portanto, esteja aberto a entender o que a sua empresa e o seu líder esperam de você. Mesmo que essas informações possa geram desconforto, ouça-as com cuidado. Assim, você terá um mapa com o caminho desenhado para crescer na empresa e ser reconhecido.

 

Sem ouvir, você não deixa os seus clientes satisfeitos

Clientes dão sinais de insatisfações, desconfortos e necessidades. Porém, se você acreditar que sempre sabe qual é a melhor forma de atender o cliente, estará em apuros. Clientes são diferentes: cada um tem solicitações específicas. Ouça os seus clientes e entenda o que precisa alterar na sua forma de entregar resultados.

Clientes gostam de ser ouvidos e desejam ter as suas expectativas atendidas. Portanto, não faça como alguns vendedores de lojas de shopping que preferem falar sem parar sobre como os produtos que vendem são bons, sem entender o que, realmente, os clientes desejam.

 

Sem ouvir, você não aprende com feedbacks

Se a sua capacidade de ouvir for limitada e você tem um forte comportamento defensivo, prepare-se. Neste caso, pode se sentir torturado durante uma reunião de feedback. Você não conseguirá tirar aprendizados, uma vez que estará muito preocupado em oferecer uma desculpa ou justificativa para cada feedback realizado.

E, assim, você se manterá preso nas suas verdades, fazendo sempre as mesmas coisas e evitando o seu processo de melhoria profissional. Sinta o desconforto do feedback. Evite se defender e falar. Estas ações podem te ajudar a processar os aprendizados que estão sendo oferecidos.

 

Como, geralmente, os outros têm uma capacidade melhor de perceber os nossos problemas do que nós mesmos, peça a opinião para alguma colega sobre a sua habilidade de ouvir. Este pode ser um feedback precioso para o seu crescimento profissional.

 

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

Empreender possui diversos formatos. Encontre o seu!

4 competências de atleta que os recrutadores buscam em candidatos

Para ser competitivo no processo seletivo, esqueça os outros candidatos!