CONARH 2015 – Estande Catho Empresas 2° dia

Por: Roni Silva

O segundo dia de CONARH no estande da Catho Empresas contou com mais sete palestras com profissionais e palestrantes especialistas em gente e gestão. Os congressistas participaram de discussões e contaram com conteúdo diverso e atual sobre os novos desafios do mercado de trabalho, novas gerações, inclusão social, entre outros assuntos.

Confira, na sequência, um breve resumo sobre as principais palestras do estande da Catho.

Eduardo Carmelo – RH como agente transformador e influenciador da estratégia


Eduardo Carmelo começou o circuito de palestras do segundo dia do CONARH, no estande da Catho Empresas. O palestrante destacou a importância da criação de departamentos de recursos humanos que buscam na inovação uma nova forma de gerir e desenvolver pessoas: “Estamos muito presos em performance, mas para criar uma gestão inovadora é preciso estar cada vez mais aberto ao novo”, disse.
Outro assunto que despertou atenção dos congressistas foi a forma com que Eduardo deixou claro que há grande necessidade de olhar para fora das organizações. Hoje as áreas de gente e gestão olham para dentro de suas corporações, pois aprenderam que esta é a forma de fazer um bom RH, porém um olhar estratégico deve recorrer aos cenários externos segundo o palestrante.

Marcelo Pinto – Liderança Positiva


Marcelo Pinto, também conhecido como doutor risadinha, falou sobre a importância do riso para as organizações e para líderes. Segundo o palestrante, há muitos gestores que se levam muito a sério e não permitem espaços para o bom humor, sendo assim, constroem equipes que podem se frustrar e perder a produtividade com facilidade. “Este comportamento deve-se principalmente por causa de uma cultura que acredita que seriedade significa respeito, o que não é verdade na prática”, ressaltou Marcelo.
Marcelo apresentou uma pesquisa importante que mostra o quanto o humor pode modificar ambientes, entre os resultados mais importantes destacam-se: aumento de 300% em inovação, 43% de produtividade e 37% de vendas. Por isso, líderes devem vencer estas crenças que os limitam, afinal sorrir não tira o respeito de um profissional.

Sidnei Oliveira – Mentoria – Elevando a maturidade e desempenho de jovens


Sidnei Oliveira, especialista em gerações Y e Z, falou sobre a importância de entender as necessidades de jovens profissionais e mais do que se comunicar com eles, deve-se acreditar em seu potencial e entregar responsabilidades a eles, para que possam aprender, errar e se tornarem profissionais melhores e mais preparados para as mudanças frequentes do mercado de trabalho.
Segundo Sidnei, os profissionais de RH devem propor uma cultura de questionamentos aos gestores de suas organizações. Hoje os jovens profissionais querem saber o porquê de todo e qualquer processo e somente com líderes preparados será possível liderar de forma integral e efetiva.
 

Rosa Paulino – Os desafios das organizações face ao envelhecimento da população

A expectativa de vida no Brasil cresce cada vez mais, com avanços frequentes na medicina, além de outros fatores, a previsão é que até 2050 a população do Brasil seja predominantemente de pessoas e profissionais mais velhos. Como as organizações estão se preparando para esta realidade? Foi este o fio condutor da palestra de Rosa Paulino.
“Um dos maiores desafios das organizações será gerenciar a troca de conhecimento e mudar a imagem de profissionais mais experientes, pois é provado que esses podem entregar com tanta ou com mais qualidade que profissionais jovens”, disse Rosa.
 
Você pode ficar por dentro de toda a programação das palestras da Catho Empresas no CONARH 2015 no TwitterFacebook e agora também no Instagram!
Confira também o que mais rolou no 1º dia do evento aqui.
 

Estamos preparados para a batalha da concorrência?

Para o jogo que virá

Emprego novo no final de ano? É possível!