2017: áreas que estarão em alta – Engenharia de Inovação

Por: Roni Silva

Salário Médio: R$ 6.579,60

A Engenharia de Inovação apresenta um enfoque bastante amplo, por isso é uma das áreas que também estará em alta em 2017. Inovação pode ser em qualquer área de trabalho, por isso ela tende a atender a diversos ramos. As práticas e cotidianos para quem trabalha nessa área, abrange a identificação, estruturação e solução de demandas de inovação para a empresa, seguindo seu segmento e foco de mercado.

Diante da possibilidade de atuação em diversas áreas, ela não foge muito do escopo das demais profissões mencionadas, no que tange a formação específica.

Considerada nova no quesito de formação acadêmica, ela trabalha diversos assuntos para munir o profissional do maior número de habilidades necessárias, partindo desde a abordagem de assuntos de elétrica, hidráulica e automação, até computação e design. Poucas universidades apresentam entre suas opções a formação em Engenharia de Inovação, que é mais recomendada para dar um start nessa área, portanto vale a pena pesquisar se em sua região já existem instituições que forneça esse curso.

Segundo especialistas da Catho a tendência do crescimento da área de engenharia da inovação está justamente ligada à necessidade de empresas em obter mais recursos inovadores para melhoria de seus processos e negócios.

Postura do chefe: favoritismo e indecisão são maiores insatisfações, diz…

Obstáculos da inclusão: PcD no mercado de trabalho

Imposto sobre 13º, férias e horas extras entra em vigor