2017: áreas que estarão em alta – Agronegócio

As demissões superaram as contratações em 531.765 vagas formais no primeiro semestre deste ano, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foi o pior resultado para um primeiro semestre desde o início da série histórica do Ministério do Trabalho, que começou em 2002. Diante desse cenário, muitos profissionais em início de carreira, e até mesmo os que estão buscando novos horizontes, não sabem o que esperar de 2017.

Especialistas da Catho listaram 5 áreas profissionais que estarão em alta no próximo ano. Acompanhe o Portal Carreira & Sucesso e veja quais são elas.

Área de Engenharia com foco em Agronegócios
Salário Médio: R$ 4.187,40

A modernização do setor de Agronegócio – não apenas para ajudar a aumentar a produção de alimentos (hoje com grande atenção voltada também a produtos orgânicos), mas também para garantir a preservação dos recursos naturais – sugerem os setores de Agronomia, Agropecuária, Aquicultura, Agrimensura, Ambiental, Florestal e de Pesca como ganhadores de importante espaço no mercado.

Profissionais dessa área atuam na gestão e análise de operações para o preparo e cultivo do solo, controle de pragas, estudo de melhores procedimentos de adubação e irrigação, planejamento de alimentação/ reprodução de animais e manejo dos produtos depois do abate, além de agir no desenvolvimento de ações focadas ao aproveitamento sustentável do meio ambiente.

Trata-se também de uma área ampla, que deve ser direcionada pela escolha do ramo de atuação, no entanto, formações iniciais focadas em Agronegócio, Gestão Ambiental, Zootecnia, Agronomia, Engenharia de Alimentos e até mesmo cursos que envolvam técnicas dirigidas a como lidar com a cadeira produtiva rural, são inicialmente, boas maneira de se engajar nessa área.

#MáscaraSalva | Máscara Inclusiva para deficientes auditivos

Impactos da pandemia na geração de empregos

5 áreas em alta que estão contratando mesmo na crise