Sua empresa busca relacionamentos duradouros?

Você já pensou nas pessoas as quais você tem relacionamento comercial? Sim, o seu dentista, cabeleireiro, mecânico, corretor de seguros…
Fiz essa pesquisa, e a maioria das pessoas têm nestes profissionais, pessoas com muitos anos de serviço. Se não são amigos, são pessoas que confiamos tanto que perguntamos o preço só no final.

Mas como isso se conquista?
Com transparência e parceria. Quantas vezes levei meu carro num mecânico e tive o orçamento em valores de quatro dígitos, e com a troca de várias peças. E quando levei ao meu mecânico, era apenas dois apertos de chave de fenda.
Engana-se quem achar que relacionamentos são diferentes entre uma pequena mercearia com dois funcionários ou o Grupo Pão de Açúcar, os dramas e estratégias são exatamente iguais, o que muda são apenas as cifras.
Então amigo, se você quer permanecer no mercado, não tenha clientes e sim amigos, parceiros. As empresas sadias sabem que muito mais importante do que ter a lista de preços mais baixo do mercado, é ter pessoas que focam no relacionamento gerindo suas empresas. E quando digo “pessoas da empresa”, são todos mesmo. Desde o porteiro até o  CEO!
Quantas vezes você mesmo fechou negócios, pagando mais, porque a pessoa “lhe passou confiança”. Ou, “essa empresa é bem conceituada, e é fácil chegar a quem decide”? Outro ponto muito importante para se manter relações duradouras é o fato mais que comprovado… Que sai muito mais barato manter um cliente, do que conquistar novos.
E tem muitas empresas por aí, que não percebem isso, e deixam de conceder algum mimo, ter algum pequeno prejuízo com um cliente antigo ou constante e depois gasta milhares de reais em publicidade para angariar novas carteiras!
E como se faz isso? Como conquistar clientes para toda vida?
Essa é a grande pergunta de toda empresa, de todo vendedor…
Existem inúmeras formas e regrinhas em vendas, mas hoje eu vou ficar com algumas dicas de como conseguir “Rapport” (termo muito usado em PNL para designar empatia, confiança, harmonia).
Seja transparente e esteja realmente naquele momento INTERESSADO naquela e somente naquela pessoa (sem ficar pensando onde vai almoçar daqui a pouco ou atendendo celulares).
Se interesse pelo negócio dela, pelos seus Hobbies (não precisa amar pescar truta, mas ouça com atenção quando este contar como ganhou o troféu “A maior truta pescada com anzol em linha de nylon do verão em ano bissexto”).
Ouça o que a pessoa pede ou tem a dizer! Muitos vendedores vomitam suas cartilhas sem ao menos saber o que seu cliente quer!
Se errar, assuma o erro e não fique jogando de departamento para departamento. Mesmo se o erro não foi seu! E mostre interesse em resolver!
Dê mais do que prometeu! Não veja seu cliente como um número ou um CNPJ. Saiba seu nome, sobrenome, o que ele gosta, se é casado, se tem filhos, quais seus anseios.
Estas são pequenas dicas, o mais importante é: pense que este cliente novo ou antigo dará ao seu filho o “play3” que ele tanto quer.
Que ele te dará aquele carro cheirando a novo que você tanto almeja…
Que ele vai te dar uma semana de férias no resort dos seus sonhos…
Te dará saúde, bancará todos os caprichos e necessidades que você e as pessoas que você ama precisam ou desejam.
Da próxima vez que encontrar seu cliente, pense nisso!
Certa vez eu ouvi que é fácil você conquistar uma mulher por dia, o difícil é conquistar a mesma mulher todos os dias. E normalmente as que se conquistam em penca são voláteis e fúteis.
Garanto que clientes também seguem essa regra!

Ricardo Ventura!
www.ricardoventura.com.br

Onde está a informação que você precisa?

4R’s ou pão-durisse?!

Será que temos ética?