Competência para alimentar a consciência

Colunista: Sérgio Dal SassoEntre zero e dez, tudo é questão de estar no local certo com as pessoas certas. Não existe uma avaliação definitiva sobre nada, o que existe é a habilidade para articular o conhecimento rumo a descobertas das melhores possibilidades de adequação do seu potencial junto a públicos interessados.

Podemos ser a melhor coisa do mundo, o filho gostosão para orgulhosos papai e mamãe, e tudo isso não servirá para muita coisa. Desculpa até pode servir, para chorar no ombro deles com aquelas lamentações tipo, “pô fiz tudo certinho, mas ninguém reconheceu…”.

Gente boa, com boa formação o mundo tá cheio, temos tudo em excesso em todas as profissões e até em titulações para definirem desempregados, basta verificar que ninguém admite que não tá fazendo nada, na pior das hipóteses todos viram consultores e palestrantes.

Consultor, palestrante ou qualquer outra coisa que definimos como profissão depende de um produto perfeito, combinado com maturidade, experiência, popularidade e um toque surpreendente.

Não interessa a forma do que está se vendendo, mas a inteligência e técnica para que seja vendido. O tiro exato, no momento certo, e dentro de um mercado previamente identificado define o sucesso de um negócio entre seus colaboradores.

Competência não é formação, mas a plena solução para torna-se popular em função daquilo que se vende ou serve. No mundo do excesso, os produtos tendem a ficarem iguais, e por isso acabamos optando pelas pessoas e equipes acima desta ou daquela marca que representam.

www.sergiodalsasso.com.br
www.nodepano.com.br

Gestão dentro da imprevisibilidade

Administrando o certo diante do incerto

Gestão de negócios: entre crises e soluções