O Portal Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho. Aqui você encontra informações relacionadas ao mercado de trabalho, que irão auxiliá-lo em seu desenvolvimento profissional.

10/12/2013 - Entrevistas online ganham força

Autor: Ticket e Gestao

Entrevistas online ganham forçaEmpresas que investem em tecnologia e recursos que permitam profissionais atuarem como freelancers ou em sistema home office são cada vez mais comuns nos atuais modelos de trabalho, permitindo assim maior flexibilidade para empresas e funcionários.

Também no intuito de encurtar distâncias, há pelo menos duas décadas executivos utilizam a videoconferência para reuniões de negócios, gerando rapidez, reduzindo custos com viagens e ainda evitando sua ausência dentro da unidade que atua.

Esta tendência de mobilidade incorporada por profissionais de diversas áreas trouxe também algumas inovações ao processo seletivo, que já conta com ferramentas que ajudam a acelerar a bateria de contratação de funcionários.

Desta forma, empresas de recrutamento e áreas de recursos humanos passaram a utilizar MSN ou Skype para realizar entrevistas à distância. “Esta prática já é comum para entrevistar profissionais que se encontram em cidades, Estados e até mesmo em regiões distintas”, explica a consultora em gestão estratégica de pessoas Simoni Aquino.

Inspirada por experiências bem sucedidas nos Estados Unidos, uma empresa norte americana desenvolveu uma plataforma on-line para pré-entrevistas remotas. A Présumé consiste em um questionário que o candidato responde por meio de gravação de vídeo a partir do seu próprio computador. “É comum perceber já nos primeiros minutos de bate-papo se o aspirante à vaga atende ou não aos requisitos mínimos para continuar participando da seleção. Por isso vimos a necessidade de uma etapa intermediária entre a análise dos currículos e a entrevista”, afirmam Renato Tavares e Carlos Nakano, cofundadores da Track Jobs.

O profissional selecionado para participar da etapa online da seleção tem 30 segundos para ler as perguntas e até cinco minutos para gravar suas respostas. Não é possível pausar a gravação, nem assisti-la ou reiniciá-la. “A ideia é que o candidato seja espontâneo, tal qual uma entrevista presencial”, explicam Tavares e Nakano.

Vários aspectos importantes acerca de um profissional podem ser avaliados à distância, sem necessidade de contato pessoal, como sua boa comunicação e fluência, suas pretensões salariais e de benefícios além dele poder contar um pouco sobre sua trajetória na carreira, nos estudos e quais seus anseios com relação à empresa e a vaga.

“Por meio de entrevistas não presenciais um avaliador consegue ainda verificar se há coerência entre o que consta no currículo e o discurso expressado pelo interessado na vaga, que pode falar sobre sua atuação em empresas concorrentes”, garante Aquino.

Com os vídeos gravados, os entrevistadores podem analisar individualmente o desempenho e avaliar de forma positiva ou negativa, para então solicitarem uma entrevista presencial. Tavares e Nakano estimam que com o uso da ferramenta específica para entrevistas em vídeo será possível reduzir até 30% dos recursos mobilizados para processos seletivos.

Cuidados

Aquino defende, entretanto, que nenhuma modalidade deve substituir o contato pessoal e que apenas seja usado como um método de triagem para, antes da contratação, entrevistar pessoalmente o potencial funcionário. A consultora enumera alguns cuidados que tanto selecionador quanto candidato deve ter ao optar por este método de entrevista.

- Cuidado com as diferenças culturais quando lidar com pessoas de outros Estados ou países;

- Por ocorrem limitações nas percepções do selecionador é importante extrema atenção, seriedade e cuidados para que haja sinergia na troca de informações;

- É necessário saber analisar as informações passadas sem utilizar recursos que só o contato direto traz, como expressões faciais e gestuais. Portanto entenda que há uma limitação na análise;

- Toda entrevista deve ser conduzida por profissionais com sólida formação e que conheçam as abordagens de comunicação existentes e os canais de percepção necessários de serem estimulados na avaliação de seleção como visual, auditivo e espontaneidade;

- O profissional entrevistado deve manter a calma, falar pausadamente, evitar desviar os olhos do monitor, deve aguardar o momento correto para falar, deve evitar fugir das perguntas, mostrar-se cordial e receptivo;

- O selecionador deve estar bem preparado para a entrevista, deve expor claramente a empresa, ser direto ao explicar o motivo da entrevista à distância, explicar a oportunidade e deve deixar o candidato à vontade para realizar perguntas para que ambos tenham plena consciência do que esperar desta conversa.

 

Ticket e Gestão nasceu com o intuito de levar informação relevante para os gestores de todo o Brasil. Nesse espaço você encontra conteúdos exclusivos sobre carreira, gestão, negócios, empreendedorismo e muito mais. Saiba mais aqui: http://www.ticketegestao.com.br

Leia mais sobre: