O Portal Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho. Aqui você encontra informações relacionadas ao mercado de trabalho, que irão auxiliá-lo em seu desenvolvimento profissional.

09/09/2011 - Fluência no segundo idioma impacta positivamente

Autor: Maiara Tortorette

Fluência no segundo idioma impacta positivamente Ter experiência profissional, formação acadêmica e apresentar os bons resultados alcançados em empregos anteriores são características fundamentais para elaborar um currículo atrativo. No entanto, nos dias de hoje, apresentar conhecimentos em diversos idiomas também se tornou necessários para a maioria dos profissionais que almejam boas colocações.

Seguindo esta realidade que o mercado apresenta, o Salão do Estudante , maior feira de educação internacional da América Latina, vem a São Paulo nos dias 10 e 11 de setembro. O evento tem como principal objetivo proporcionar aos visitantes a oportunidade de conhecer e conversar com representantes de diversas instituições estrangeiras e obter todas as informações necessárias para uma excelente experiência internacional.

Para Samir Zaveri, diretor do Salão do Estudante, o segundo idioma virou mais que uma qualificação, se tornou uma necessidade e os profissionais podem ter uma especialização ainda mais sólida com os cursos no exterior. “Um curso de línguas no exterior pode ser um investimento mais completo do que se imagina. Além de proporcionar a vivência com outras culturas, os cursos oferecem aos alunos a oportunidade de estar em contato com profissionais de outras partes do planeta”, explica.

O inglês é o idioma mais falado no mundo, e, no Brasil, normalmente é o mais estudado. No entanto, existem diversas línguas que já são solicitadas pelo mercado. A vantagens de quem possui fluência em idiomas mais exóticos, é que a concorrência tende a ser menor e, consequentemente, devido a falta deste profissional no mercado, os salários costumam ser maiores.

“O espanhol, por exemplo, está em alta devido ao MERCOSUL e o Mandarim  está ganhando cada vez mais espaço devido ao grande desenvolvimento da China. Além disso, outros idiomas como o Alemão e o Francês também já vêm sendo solicitados em áreas mais específicas”, afirma Samir. “E desta forma é evidente que o profissional com mais conhecimento e com qualificações diferenciadas será melhor remunerado e valorizado pela empresa que está interessado em melhorar seu quadro de colaboradores”.

De acordo com a Pesquisa dos Executivos da Catho Online, realizado no mês de abril de 2011, apesar do idioma ser um diferencial no mercado de trabalho, tanto na conquista de uma vaga, quanto dentro da organização, apenas 11% dos candidatos conseguem se comunicar sem dificuldades em inglês, e destes, apenas 3,4% conseguem falar e entender fluentemente sobre qualquer assunto.

Sendo assim, essa é a melhor hora para quem deseja investir neste conhecimento e se destacar no ambiente corporativo. “Nosso país está cada vez mais em evidência, principalmente com a proximidade da Copa do Mundo e das Olimpíadas de 2016. Desta forma muitas empresas estrangeiras estão cada vez mais interessados em fazer negócios no Brasil e esse é o momento dos profissionais se qualificarem para conseguirem atender esta demanda”, finaliza Samir.

 

Salão do Estudante

São Paulo – 10 e 11 de setembro
Belo Horizonte – 13 de setembro
Rio de Janeiro – 15 de setembro
Curitiba – 17 de setembro
Salvador – 19 de setembro
Recife – 21 de setembro

Leia mais sobre:

  |    |    |