fbpx

3 atitudes para pequenos empreendedores crescerem na crise

Geralmente, quando alguém pensa em investir no próprio negócio o que vem à mente são as vantagens que acompanham tal decisão: flexibilidade de horário, capacidade de gerenciar a própria agenda, escolher com o que e com quem trabalhar etc. Mas o fato é que ser o próprio patrão também pode, em contrapartida, significar ter de lidar com algumas dificuldades.

Quando se está no comando de uma empresa, mesmo que pequena, o empreendedor que está começando o negócio pode se sentir um pouco perdido, em meio a um turbilhão de decisões e providências que dependem dele para se concretizarem.

Por isso, estar preparado para quando esse momento chegar é o caminho para se evitar uma série de frustrações e falhas que, se não corrigidas a tempo, podem prejudicar bastante o andamento dos planos.

“Pelo fato de o empreendedor ser especializado em determinado ramo de atuação, não possuindo geralmente capacitação em áreas como formação de preços, custos, fluxo de caixa e gerenciamento, algumas dificuldades podem surgir no início, principalmente na parte administrativa”, alerta Diogo Sales, diretor de negócios da Gowork.

Veja a seguir três orientações do especialista que podem ajudar um inexperiente pequeno empresário a atravessar a crise sem grandes danos e garantir sucesso em seu negócio.

Reduza custos

Em seu início, é comum que um negócio exija bastante investimento, para o aluguel, a montagem do escritório, dentre outros, mas investir pesado neste momento pode ser um erro. A solução pode ser buscar espaços que possibilitem o melhor atendimento, mas que eliminem os altos custos administrativos, como atendimento, telefonia, condomínio e manutenção.

O aluguel de um espaço de coworking pode ser o caminho inicial, pois geralmente contempla – em um único valor a ser pago – todo o suporte necessário para uma empresa que está iniciando suas atividades. Como benefício, essa alternativa acarretará em um investimento mensal fixo e baixo, e permitirá ao empreendedor focar o restante dos recursos disponíveis em seu core business.

Conquiste uma carteira de clientes

A conquista de clientes é um passo fundamental, mas como fazer isso? Um dos caminhos mais certeiros para quem está iniciando um projeto é o networking, ou seja, buscar conhecer pessoas e parceiros que possam ajudar a impulsionar os negócios. Participe de eventos, congressos e palestras, e nestes lugares busque ampliar a sua rede de relacionamento. Tenha sempre em mãos seu cartão de visitas ou uma pequena apresentação da sua empresa. Lembre-se: é preciso ser visto para fazer negócios.

Busque capacitação e profissionalize o atendimento

Com a internet ficou mais fácil ter acesso a todo tipo de informação, assim, aproveite para se atualizar com frequência. Esteja sempre atento às novas tendências e troque experiências com parceiros da área. Entretanto, não deixe de procurar por cursos e treinamentos presenciais, pois a troca de vivência e um aprendizado personalizado com certeza faz toda a diferença. Além disso, invista na profissionalização do time de atendimento; afinal, conquistar um cliente é um longo caminho e um mal atendimento pode arruinar com tudo.

Validação do laudo médico PcD: quer descobrir como a Catho…

Dicas para o RH auxiliar na gestão de carreiras dos…

6 mitos sobre a acessibilidade que você e sua empresa…