7 Dicas de como fazer a melhor análise e triagem de currículos

Com a grande procura por oportunidades de trabalho, tem sido cada vez mais comum as empresas receberem um grande volume de inscrições de candidatos. Seja impresso ou por e-mail, é necessário realizar a análise e triagem de currículos e isso não é tarefa fácil.

Porém, algumas dicas podem ajudar nesse processo, otimizando tempo e reduzindo o número de possibilidades até encontrar o perfil do profissional ideal para preencher a vaga. Confira!

#1 Criar um perfil do que seria o candidato ideal

Para otimizar a análise e triagem de currículos, é interessante criar um perfil base de quais conhecimentos e qualidades deve ter o novo colaborador a ser contratado. Feito isso, ao separar currículos, de imediato reserve os que estão mais próximos desse ideal.

#2 Verificar quais são os fatores excludentes

Caso algum conhecimento específico seja exigido para atuação no cargo, como pré-requisito, de imediato elimine candidaturas que não atendem à solicitação.

Delimite fatores que também podem ajudar nesse processo de exclusão. Por exemplo: um conhecimento específico para utilização de software, certificações ou fluência em um idioma.

Tudo que não for adequado para o preenchimento da vaga deve ser descartado.

#3 Definir as especificações comportamentais da vaga

É preciso ir além da análise das competências e conhecimentos técnicos. Muitos profissionais dominam a área de formação, mas têm dificuldade de se relacionar com os colegas de trabalho.

Portanto, a gestão do comportamento é fundamental para auxiliar na seleção de profissionais, identificando os pontos fortes e outros a serem melhorados dentro das competências exigidas para preenchimento da vaga.

#4 Contar com a ajuda de soluções de recrutamento

As soluções para recrutamento e seleção de pessoas, que têm a função de criar filtros para separar, automaticamente, currículos mais adequados para o no perfil da vaga, tem sido cada vez mais usados. Isso evita erros, assim como agiliza os processos de contratação.

#5 Separar currículos que tenham mais de 70% de aderência ao perfil procurado

Na dúvida de como fazer a linha de corte dos currículos que devem ser descartados? Estabeleça uma meta percentual.

A dica é que não sejam aceitas inscrições com menos de 70% dos conhecimentos ou experiências exigidas para ocupar a vaga.

#6 Observar pontos fortes do currículo

A apresentação do currículo é outro ponto que deve ser analisado. Ou seja, além das informações contidas no currículo, é importante observar se o conteúdo está direto, bem organizado, utilizando uma linguagem clara e sem erros de ortografia e gramática.

Outras informações, como tempo de experiência, permanência em empregos anteriores, e funções executadas em outras empresas, também são pontos muito relevantes para otimizar a seleção de candidatos.

#7 Armazenar dados anteriores

Ter um banco de dados de currículos cadastrados também é uma maneira de agilizar o levantamento de possíveis perfis para preenchimento de vagas.

Ou seja, tendo uma base de candidatos, é possível recorrer, inicialmente, ao que está disponível de imediato. Caso nenhuma das opções possa preencher a vaga, então é necessário anunciar a oferta de emprego.

Com tantas dicas pontuais e objetivas ficou mais fácil selecionar currículos, não é mesmo? É hora de colocar em prática todo o conhecimento.

Porém, se ainda assim está difícil fazer aquela contratação ideal, pois você está sem tempo para fazer a análise e triagem de currículos, o Recrutamento Perfeito pode ajudar você! Conheça a solução oferecida pela Catho Empresas, ideal para te ajudar a realizar as melhores contratações para sua empresa!

Como otimizar tempo no recrutamento e seleção?

Recrutamento e seleção: é melhor terceirizar ou fazer internamente?

Contrato de trabalho: descubra o que não pode faltar ao…