fbpx

Brasil tem o maior índice de rotatividade

O Brasil é o atual campeão mundial em rotatividade de funcionários, aponta uma pesquisa global da Robert Half realizada com 1.775 diretores de RH de 13 nacionalidades, sendo 100 brasileiros. No País, o turnover de colaboradores aumentou em 82% das empresas desde 2010, mais que o dobro da média mundial, que foi de 38%.

Para Mário Custódio, gerente da divisão de RH da Robert Half, os números traduzem a disputa por profissionais qualificados no Brasil. “Apesar de a economia não estar tão aquecida quanto o esperado, as empresas não pararam de contratar, principalmente se nos referirmos à mão de obra especializada”, afirma.

Os principais motivos citados para essa ‘dança das cadeiras’ acelerada foram baixa remuneração e falta de reconhecimento, desmotivação e preocupação com o futuro da companhia. De acordo com a pesquisa, a maioria dos diretores de RH conhece as dificuldades da empresa em reter esses profissionais, já que 59% dos entrevistados entendem que a saída dos executivos é justificada.

Nesse cenário, será cada vez mais necessário o uso de meios que permitam identificar a aderência de profissionais com os cargos para os quais se destinam, minimizando custos para as companhias que precisam gastar tempo e dinheiro recrutando, selecionando e treinando novos talentos. Segundo Almir Cozzolino, presidente da Talent Group, empresa especializada em recrutamento e seleção e terceirização de mão de obra, uma das saídas seria o uso de testes psicológicos que avaliam o perfil motivacional.

 

Validação do laudo médico PcD: quer descobrir como a Catho…

Dicas para o RH auxiliar na gestão de carreiras dos…

6 mitos sobre a acessibilidade que você e sua empresa…