fbpx

Como liderar pessoas de diferentes gerações?

É cada vez mais comum que diferentes gerações convivam no mesmo ambiente de trabalho e este cenário é satisfatório, afinal há pontos fortes diferentes em cada uma delas. No entanto, a gestão de gerações diferentes deve ser pensada para que todas elas consigam contribuir com resultados e que todas as competências sejam consideradas. Gerenciar a situação pode ser um desafio, mas é possível vencê-lo.

Segundo a professora de liderança e coaching do Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE), Melissa Antonychyn, a comunicação é a solução para possíveis problemas. Os líderes devem utilizar suas percepções para extrair o melhor dos profissionais e formular feedbacks de forma com que os colaboradores entendam como melhorar seu desenvolvimento.

Sempre é possível aprender e todos podem ensinar. Este ponto deve sempre ser levado em consideração, pois quebra as barreiras que possam existir quando os mais experientes pensam que só devem ensinar e os mais novos de que não há nada para aprender com os mais experientes. Em ambientes com gerações diferentes a importância de cultivar o conhecimento deve ser ainda mais forte, pois ter pessoas de faixas etárias diferentes traz ainda mais valor para o capital humano de uma organização.

É comum também que alguns gestores sejam mais novos que membros da sua equipe, quando acontece, o ideal é que gestor não tenha receio de impor suas ideias, mas, ao mesmo tempo, reconheça a experiência e o conhecimento técnico do colaborador mais experiente. Para isso, investir em um relacionamento aberto e direto é mais uma vez importante para a gestão que aposta no conhecimento.

Como já dito, é preciso quebrar alguns mitos no ambiente de trabalho para que o relacionamento entre as gerações não tenha conflito. Jovens são vistos como descomprometidos e rebeldes e profissionais experientes, como resistentes à mudança e ao conhecimento “do novo”. Ambas ideias estão equivocadas, jovens podem sim ser comprometidos e profissionais experientes também estão abertos a novos ensinamentos. Em resumo, idade não inclui, necessariamente, um conjunto padronizado de características.

Aposte na comunicação e no relacionamento, invista em valorização de conhecimentos e combata os rótulos. A receita é essa, não é fácil, mas possível.

Validação do laudo médico PcD: quer descobrir como a Catho…

Dicas para o RH auxiliar na gestão de carreiras dos…

6 mitos sobre a acessibilidade que você e sua empresa…