Saiba como contratar o perfil do profissional ideal


Quando surge a necessidade de uma contratação, seja para um cargo já existente ou uma nova posição dentro da empresa, é fundamental ter muito claro quais as habilidades e competências necessárias para atender às demandas e rotinas da vaga. Porém, na prática, sabemos que essa não é uma tarefa fácil. Por isso, para auxiliar neste desafio, vamos dar dicas pontuais de como encontrar o perfil do profissional ideal para sua empresa. Confira a seguir!

Como direcionar a pesquisa por profissionais

O primeiro passo, antes de recrutar futuros colaboradores, é entender as necessidades e perfil da vaga, quais os conhecimentos específicos e nível de profundidade de conhecimento. Além disso, é necessário:

#Pontuar as rotinas do cargo

Para visualizar, exatamente, as rotinas diárias e as exigências do cargo, se torna imprescindível ter uma lista das tarefas que devem ser executadas.

Com esse detalhamento é possível visualizar, por exemplo, se é cabível a contratação de um assistente administrativo ou um telefonista. Ou, então, se um técnico pode suprir as demandas de um analista ou se é necessário um profissional com curso superior.

As rotinas do cargo também devem ser mencionadas na entrevista com o candidato, para que ele possa dizer se tem interesse em cumprir aquela agenda. Uma conversa bem alinhada evita problemas futuros.

#Analisar a experiência necessária

Uma contratação só é realmente eficaz quando se tem bem definido o que é fundamental para preencher o cargo, assim como a experiência profissional. Portanto, tendo definido qual tipo de experiência ou conhecimento é necessário para o cargo, ele se torna mais um filtro para o momento de análise de currículos.

Essa etapa exige um certo tempo se for feita manualmente. Porém, a tecnologia pode ajudar. Uma das soluções disponíveis é o Recrutamento Perfeito, da Catho Empresas. Existe a opção de criar filtros avançados para encontrar o perfil exato. Entre as opções de busca estão cargo, salário, região e nível hierárquico.

#Verificar se há compatibilidade com a cultura da empresa

Ter um profissional alinhado com a cultura organizacional da empresa, compartilhando dos mesmos valores, é importante para que seu perfil se mostre compatível com os demais integrantes do time, de todos os níveis hierárquicos.

Alguns princípios e hábitos são absorvidos ao longo do tempo, porém, é necessário verificar se o candidato tem preceitos próximos aos que são seguidos pela organização. Mesmo que não seja dito verbalmente na entrevista, é possível notar, no decorrer da conversa, se o participante do processo seletivo se identifica, ou não, com a cultura da organização.

Qual modalidade de contratação é ideal

Antes de abrir a vaga, é necessário entender qual a melhor modalidade de contratação. As possibilidades são:

  • CLT: é o regime de contratação para quem busca colaboradores fixos. Além de registro em carteira de trabalho, também exige que seja para pessoa física, com pagamentos regulares, além de obrigações como pagamento de FGTS, INSS, 13° salário, férias, vale-alimentação e vale-transporte.
  • Pessoa Jurídica – PJ: um valor pré-determinado é estabelecido pela prestação de serviços e o profissional contratado emite notas fiscais. É o formato ideal para trabalhos pontuais, que não se faz necessário a presença física na empresa todos os dias. É importante ter um contrato para delimitar, exatamente, as ações a serem realizadas e obrigações de cada parte.
  • Estágio: é a modalidade ideal para contratação de estudantes, que precisam estar devidamente matriculados. Uma boa oportunidade de ensinar ofícios e rotinas para o novo profissional. O contrato pode ter duração máxima de 2 anos e o estagiário pode trabalhar até 6 horas por dia.
  • Jovem Aprendiz: é voltado para jovens entre 14 e 24 anos e precisa estar matriculado em programas de aprendizagem, escola técnica ou uma ONG. É regido pela CLT e tem remuneração mensal.
  • Temporário: é o tipo de contratação que precisa ter data de início e término. Porém, o setor de recursos humanos não pode fazer esse trâmite diretamente com o colaborador. As Empresas de Trabalho Temporário (ETT), credenciadas ao Ministério do Trabalho, é que registram o profissional. Tem direito a férias proporcionais e 13º salário.
  • Intermitente: a nova modalidade, em vigor desde novembro de 2017, permite ao empregador remunerar conforme as horas trabalhadas. No entanto, também estabelece uma jornada máxima possível, conforme a CLT, de 44 horas semanais.
  • Home Office: o colaborador realiza suas tarefas e demandas diretamente de casa. A modalidade home office é regida pela CLT e os colaboradores têm direitos e deveres iguais aos colaboradores com carteira assinada.

Quanto ao formato ideal para a sua empresa, é necessário analisar qual o objetivo da vaga. Por exemplo: se a ideia é ter um profissional que possa analisar questões e direcionar para a melhor solução, um estagiário não é o adequado, pois precisa somar experiências para este perfil. Ou, então, se você deseja alguém em tempo integral na empresa, o formato CLT é a opção correta.

Remuneração e benefícios

Após definir qual o formato ideal para a nova contratação, é necessário definir o valor do salário, assim como benefícios. Para isso, o primeiro passo é realizar um diagnóstico da empresa.

Esse momento é ideal para saber as expectativas dos colaboradores, o que pode se tornar uma excelente estratégia para atrair e reter talentos. Portanto, avalie a possibilidade de incluir benefícios como vale-cultura, auxílio-creche, participação nos lucros e resultados ou bonificações por metas alcançadas.

Feito isso, estude a média salarial oferecida pelo mercado para a vaga que quer contratar um profissional. Com essa resposta é possível averiguar se o valor oferecido pela sua empresa está dentro dos padrões dos concorrentes.

Pagar um salário mais baixo acaba não sendo vantajoso, pois o colaborador pode aceitar a vaga no primeiro momento, mas, ao identificar uma oportunidade melhor, pedir demissão.

Qualidades do perfil profissional ideal

Além de saber executar as tarefas necessárias que o cargo exige, um bom profissional também deve reunir outras qualidades, que tornam o perfil ideal para empresa. São elas:

  • Ter visão sistêmica;
  • Flexibilidade;
  • Proatividade;
  • Liderança;
  • Manter o foco;
  • Realizar trabalho em equipe;
  • Buscar o aperfeiçoamento profissional, com cursos, formações e palestras.

Conhecendo os tipos de perfis, assim como os pontos que são essenciais para realizar novas contratações, é possível ter mais clareza sobre como deve acontecer a busca pelo perfil do profissional ideal.

E quando precisar de ajuda, já sabe com quem pode contar, não é mesmo? Além da solução Recrutamento Perfeito, a Catho Empresas conta com outras facilidades para ajudar você a encontrar os melhores colaboradores para o seu time!

Como otimizar tempo no recrutamento e seleção?

Recrutamento e seleção: é melhor terceirizar ou fazer internamente?

Contrato de trabalho: descubra o que não pode faltar ao…