Institucional


Nutricionista: especialização pode representar até 30% a mais no salário, aponta pesquisa da Catho

Na semana do dia do nutricionista, homenageado em 31 de agosto, uma pesquisa realizada pela Catho, site de empregos líder no país, aponta que quando o assunto é formação acadêmica, o aumento no ganho mensal da profissão pode ser de até 30%. Um Nutricionista Clínico graduado, por exemplo, ganha em média R$ 1.984,16, já com pós-graduação ou MBA, o salário sobe 30%, para R$ 2.587,24.

Outro fator que influencia bastante na remuneração do profissional de nutrição é o domínio de línguas estrangeiras. De acordo com a pesquisa, a variação salarial em alguns cargos da área chega a ser quase o dobro entre um profissional que não fala outra língua e aquele que é fluente.

A nutrição tem diversas áreas de atuação; um ponto interessante é que a variação salarial dos cargos é pequena e o profissional pode escolher conforme seus interesses e capacidades. A maior diferença é de um pouco mais de R$200,00, entre o salário médio do Nutricionista Comercial (R$2.160,21) e o do Nutricionista de Qualidade (R$1.943,39).

E quando o assunto é o gênero do profissional, a valorização da mulher fica evidente, já que em todos os cargos da profissão ela leva vantagem salarial sobre o homem.

Pesquisa Salarial

A Catho, o maior site de classificados de currículos e vagas de emprego do Brasil, divulga a cada três meses uma atualização da Pesquisa Salarial e de Benefícios da Catho. Este recorte faz parte da 47ª edição que contou com mais de 497 mil respondentes em 1.580 cidades brasileiras.