O Portal Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho. Aqui você encontra informações relacionadas ao mercado de trabalho, que irão auxiliá-lo em seu desenvolvimento profissional.

08/10/2001 - O que é ser estagiário

Autor: Tatiane Leiser

Certa vez, um homem viajava em um balão de ar quente quando descobriu que estava totalmente perdido. Visto que a sua situação era desesperadora, resolveu diminuir a velocidade e a sua altitude para ver se conseguia se localizar, quando avistou um rapaz andando tranqüilamente pelo campo.
Então, gritou para o rapaz:

“Olá. Você pode me dizer onde estou?”

E o jovem respondeu:

“Mas é claro! Você está num balão, a uns dez metros de altura do solo.”

Constrangido com a resposta, o homem retrucou de cima do balão:

“Você com certeza é estagiário, não é?”
“Sou sim, como o senhor sabe?”
, respondeu o rapaz.

“É que a informação que você me deu é tecnicamente perfeita, só que não serve pra absolutamente nada.”
“Bom, o senhor é gerente, não é?”
“Sou mesmo, como você adivinhou?”
“Fácil, fácil! É o seguinte: o senhor não sabe onde está, muito menos pra onde vai. Está perdido e a primeira coisa que faz é colocar a culpa num estagiário!”

Se é assim que você se sente, fique tranqüilo, pois este drama não é só seu. A maioria dos jovens encontra no estágio, muitas vezes, o único caminho para ingressar no mercado de trabalho. Mas, antes de iniciar esta trajetória, é preciso saber o que faz exatamente um estagiário e saber diferenciar, por exemplo, um programa de estágio de um programa de trainees.

Pois bem: o estagiário é contratado por um período determinado (que não pode ser inferior a seis meses), podendo ou não ser efetivado pela empresa passado este tempo. Já otrainee, é um funcionário que irá participar de um programa de treinamento e desenvolvimento para que, em curto espaço de tempo, possa assumir uma posição de gerência. Também existem grandes diferenças quando falamos em termos de remuneração. Otrainee, devido à natureza de sua função, recebe mais do que um estagiário.

Geralmente, é exigido dostraineesque eles estejam cursando o ensino superior ou sejam recém-formados, e que possuam o domínio de um ou mais idiomas. Já o estagiário pode estar cursando o ensino médio.
Mas algumas características são comuns aos dois. Por exemplo, o perfil desejado tanto para quem pretende alcançar um bom cargo na empresa, caso dotrainee, quanto para quem quer ser efetivado, caso do estagiário, é o mesmo: criatividade, boa comunicação, flexibilidade, capacidade de análise, liderança, bom relacionamento interpessoal e facilidade para trabalhar em equipe.

Vale lembrar que estágio não é emprego, portanto, não há vínculo empregatício, e tudo é regulamentado por uma legislação específica. Por não ser empregado, o estagiário não é cadastrado no Pis-Pasep, não tem direito a férias nem ao 13º salário. Ao estagiário, não se aplicam as obrigações relativas a contrato de experiência, contribuição sindical e verbas rescisórias. O estagiário também não tem direito aos benefícios assegurados aos demais funcionários da empresa, como vale-alimentação, vale-transporte, assistência médica etc.

Pela legislação, não há carga horária mínima ou máxima de trabalho estipulada para estágio. A recomendação, segundo o Ciee – Centro de Integração Empresa-Escola, é que o horário de trabalho não conflite com o horário da escola. A jornada diária não deve ultrapassar oito horas.
O estudante também pode ser funcionário em uma empresa e estagiário em outra, ou ainda funcionário e estagiário na mesma empresa, desde que seja em áreas distintas, com horários distintos e sem conflito com o horário escolar.

Veja como alguns estudantes estão encarando o estágio, o que esperam desta experiência e como enfrentam as dificuldades:

“Estou cursando o segundo ano de Direito e, atualmente, sou estagiária na área de Cobrança de uma empresa. Não estou muito satisfeita com este estágio, pois ele deixa muito a desejar em relação ao conhecimento que eu poderia adquirir se estivesse estagiando em um escritório de Advocacia. Quero deixar um alerta aos meus colegas: algumas empresas não têm o propósito de ensinar. Na verdade, contratam estagiários por estes terem um custo mais barato e terem a qualidade de um funcionário efetivo.”
Cristina Siqueira

“Acredito que o estágio é o item mais importante do início da carreira, pois é com ele que colocamos em prática tudo o que aprendemos na faculdade. Sou estudante do quarto ano de Direito e faço estágio, mas não na minha área. Como já estou terminando o curso, percebo que me faz falta saber a prática do ramo, embora o estágio esteja sendo proveitoso.”
Rebeca Bernardi

“O estágio, além de necessário para a concretização do aprendizado teórico, deve ser encarado como o início de uma escalada profissional, uma chance dada a muitos, porém aproveitada por poucos. Galgar vôos maiores numa empresa nem sempre é possível, mas a experiência adquirida sempre será muito interessante para o mercado de trabalho.”
Welton de Oliveira

“Estou fazendo estágio pela segunda vez. Não me sinto satisfeito, pois esperava encontrar um plano para a execução do estágio, mas na verdade, sou mais um numa equipe de pessoas estressadas, correndo para cumprir as tarefas diárias, só que recebo salário de estagiário. Ainda assim, espero tirar proveito desta situação para o futuro.”
Vinícius Demarchi

E AS EMPRESAS, COMO LIDAM COM OS ESTAGIÁRIOS?

Na Nestlé, segundo Maria Estela Cardeal, gerente de Recrutamento e Desenvolvimento, os estagiários atuam nas diversas áreas da companhia.“Os estudantes, geralmente, cumprem a carga horária de acordo com a disponibilidade de tempo em relação ao curso que fazem, ou seja, damos preferência a estudantes que possam estagiar em período integral, mas caso o estudante faça um curso cuja disponibilidade de tempo de sobrá seja meio-período ou somente dois dias na semana, isso é respeitado”, explica Maria Estela.
Lá, os estudantes recebem uma bolsa-auxílio mensal que varia de acordo com o ano que estão cursando (de R$ 838,00 a R$ 1.000,00), ticket-refeição no valor de R$ 9,00 por dia, seguro de vida, bolsa-auxilio complementar (13ª bolsa=13º salário) no mês de dezembro, gratificação no valor de 70% do valor da bolsa-auxílio no mês de novembro, ambulatório médico, entre outros benefícios. Maria Estela diz que a maioria dos estagiários é aproveitada na empresa.“Em média, admitimos 80% dos estagiários ao
longo do período em que permanecem na Nestlé”
, conclui.

Felizmente, as empresas efetivam o estagiário com mais freqüência do que se imagina. Nos últimos três anos, a Faber Castell contratou cerca de 100 estagiários dos mais diversos cursos (Química, Letras, Estatística, Psicologia etc). Só no ano passado, foram 58. A carga horária média de trabalho é de 20 horas semanais. O estagiário é remunerado por hora trabalhada e conta com benefícios de alimentação, atendimento médico ambulatorial e seguro de vida.

Veja algumas dicas dadas por consultores de Recursos Humanos para quem está procurando o primeiro emprego, seja em programas de estágio outrainee:

Trajes
Dependendo da empresa na qual você pretende trabalhar, pode não ser necessário usar um traje muito formal. O ideal é perguntar antes que tipo de traje a empresa exige que o candidato use. Mesmo assim, é de bom tom usar uma roupa razoavelmente nova. Roupa desbotada, desfiada e muito usada atrapalha a imagem do candidato.

Relacionamentos
Se você é do tipo que prefere fazer tudo sozinho, não confia nos outros e não gosta de conversar com quem não tem a sua idade, isso vai ser um problema sério. Saber se comunicar com pessoas diferentes é uma característica importantíssima. Antes de contratar um profissional, as empresas estão contratando pessoas, seres humanos. Se você não souber conviver socialmente, as dificuldades serão maiores.

Visite uma livraria
Cultura geral e específica é um item muito valioso para os candidatos a estágio ou programa detrainees. Esqueça um pouco o computador, a televisão e o rádio e comece a ler um pouco mais. Além de obter mais conhecimentos, a leitura desenvolve também a sua habilidade de escrever e falar.

Confiança e auto-estima
Se você não souber do seu potencial, não conseguirá passar para o entrevistador quem você é. Busque conhecimentos, troque idéias, pergunte, vá atrás de tudo o que achar importante. Desta forma, você vai se sentir mais preparado e vai acabar se sentindo confiante para conseguir uma colocação na empresa. Quem não sabe se promover, não é escolhido. Quando o entrevistador analisa o seu currículo e o seleciona para uma entrevista, ele está interessado na sua contratação. Se você não souber convencê-lo e não apontar as suas qualidades e conhecimentos, provavelmente não vai conseguir a vaga.

Está matéria foi originalmente publicada na revista Vitória!Jovem.

*Consulte vagas paraEstagiário.

Leia mais sobre:

  |