Criatividade e inovação nas organizações

A criatividade e a inovação sempre foram temas de importante abordagem no mundo corporativo. Novas tecnologias e meios de comunicação são cada vez mais inovadores a fim de diferenciar produtos e serviços de um mercado altamente competitivo e consolidar relacionamentos com clientes.

Empresas líderes e visionárias implantam metodologias de criatividade e inovação em seus sistemas de trabalho para posicionar-se no mercado com diferencial, tornando-se uma marca atraente para seu público alvo.

Mas afinal, o que é criatividade e inovação?

A palavra criatividade vem do latim, creare, que significa criar, fazer, elaborar, e do grego, kraire, que quer dizer realizar, desempenhar, preencher.

Porém, inventar ou descobrir coisas não quer dizer que uma pessoa é criativa. O encanto esta justamente em poder fundar novas relações entre coisas já existentes.

A criatividade não é manifestada do nada. Ela está associada ao conhecimento de uma pessoa e na coragem desta buscar opções diferentes, originais e em alguns casos até inseguras.

Criatividade é também definida como a habilidade de descobrir novas soluções para um problema. É o surgimento de algo novo.

Quando uma ideia, um método, uma novidade ou um mecanismo novo é agregado ao contexto vigente, seja inédito ou no desenvolvimento de uma melhoria, chamamos esse processo de inovação.

A inovação exige das pessoas uma constante observação, análise e crítica do que já existe, acreditando que aquilo que é considerado bom pode ficar ainda melhor.

No campo organizacional a inovação pode ser entendida como o processo de introduzir, adotar e implementar uma nova ideia como resposta a um problema encontrado, transformando essa ideia em algo concreto.

Diversos estudiosos consideram que a criatividade é a fonte de onde nasce à inovação. Uma ideia inovadora nasce da criatividade e a inovação implanta com sucesso essa ideia sobre produtos ou processos de uma organização.

Sendo assim, uma ideia só terá valor quando colocada em prática trazendo benefícios para uma organização ou sociedade.

Para que uma empresa obtenha em seus processos inovação e criatividade ela deve proporcionar oportunidades que estimulem seus profissionais a pensar, a inovar e inventar: a terem uma atitude criativa.

Ter atitude criativa é exercitar a criatividade usando-a no seu dia a dia. Para isso basta olhar a realidade de um modo diferente, com ponto de vista diferente.

A maioria das pessoas se julga sem criatividade. Isso porquê não acreditam em seu potencial devido mitos, medos, a má valorização da criatividade como recurso pessoal em tempos dinâmicos e pela errônea afirmação de que as pessoas não mudam.

Numa sociedade e também em organizações com regras excessivamente ríspidas, não há espaço para atitudes diferenciadas. Com isso as pessoas têm medo de se expor, de ousar, de transgredir, de errar e de serem criticadas.

Cultivar a autoestima, a autoconfiança, o otimismo, bom humor, agitar a rotina fazendo coisas diferentes, traçar pequenas metas como, por exemplo, ler duas páginas de um livro por dia de forma criativa (rabiscando, colorindo, concordando, discordando do autor), estimula hábitos criativos e pode abrir novos horizontes para você e para sua empresa.

Como ser um palestrante de sucesso

A comunicação sob o olhar da neurociência como forma de…

Entusiasmo: o poder dentro de si