#Sem Categoria

A Catho é grátis para pessoas com deficiência

Você sabia que a Catho é gratuita para pessoas com deficiência?

Autora: Jacqueline Carmo 

Você conhece a Lei de Cotas?

A Lei de Cotas, instituída em 1991, tem o objetivo de incluir pessoas com deficiência e reabilitadas pelo INSS no mercado de trabalho formal, dada a ausência de oportunidades destinadas a este público. Conforme determinação da lei, a contratação destes profissionais passa a ser uma obrigatoriedade das empresas que contam com 100 ou mais funcionários, que devem reservar, no mínimo, de 2% a 5% do seu quadro de colaboradores a eles.

Por que e como promover a inclusão de pessoas com deficiência no mercado?

Diversos dados e pesquisas já revelaram que o mercado de trabalho é ainda mais difícil para quem possui algum tipo de deficiência: a maioria dos profissionais PcD está fora do mercado de trabalho formal, possui menores salários e menos crescimentos corporativos. Por outro lado, os recrutadores, como reflexo da nossa cultura social, tendem a discriminar esse público e acabam por inseri-los menos no mercado: a maioria deles afirma contratar PcD’s apenas para cumprimento de Lei de Cotas e desacredita na qualificação deles, segundo a pesquisa da i.Social em parceria com a Catho, ABRH Brasil e ABRH SP.

Com a entrada desses profissionais dificultada pelas oportunidades desiguais, se faz necessário que, cada vez mais, empresas e instituições desenvolvam e ofereçam programas focados em inclusão e diversidade nos ambientes corporativos e que promovam discussões e conscientização do tema.

Com esse objetivo, em 2016, a Catho passou a oferecer àqueles que são abrangidos pela Lei de Cotas a isenção do pagamento da assinatura do site e a disponibilizar todos os anúncios de vagas para este público, fortalecendo assim a concessão de oportunidades de trabalho e passando a conectar cada vez mais profissionais com deficiência com recrutadores e empresas.

Para usar a Catho gratuitamente, o usuário elegível deverá acessar o site da Catho, incluir suas informações e anexar o laudo médico que atesta a deficiência ou o comprovante de reabilitação no sistema para a validação. Após ter o laudo aprovado, o acesso ao site e as vagas de emprego são disponibilizados.