O Portal Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho. Aqui você encontra informações relacionadas ao mercado de trabalho, que irão auxiliá-lo em seu desenvolvimento profissional.

13/09/2013 - Qual o perfil ideal para um chefe: humilde ou arrogante?

Autor: Nelson Fukuyama

Colunista: Nelson FukuyamaUm chefe, um superior hierárquico, ou qualquer que seja o título que você decidir chamar aquele(a) a quem você presta contas do seu trabalho na empresa pode ter, entre outros, um perfil de humildade e desapego ou ser arrogante.

Chefe humilde ou desapegado é aquele que, embora tenha todo o direito e competência, não faz tanta questão de aparências pelo seu título, abre mão de certas regalias que poderia ter com o cargo, para dar bom exemplo aos seus subordinados ou à sociedade em geral. Um bom exemplo foi o papa Francisco que, ao chegar ao Rio de Janeiro, ao invés de usar um carrão importado e blindado, ao contrário dos seus anfitriões, entrou em um modelo mais simples e com ele desfilou durante todo o tempo de sua visita.

Chefes assim existem no dia a dia. Eu, por exemplo, conheço um empresário que é bem assim. Ele está sempre visitando as suas lojas espalhadas por vários Estados. É capaz de trocar o melhor hotel da cidade para ficar hospedado em um hotel de menor porte, dispensar um almoço ou jantar em um restaurante local de prestígio para preparar pessoalmente, isso mesmo, ele sempre participa ativamente na preparação de um almoço ou jantar e toma “umas e outras” com seus colegas da sua empresa. E se há alguma solenidade na cidade, lá está ele, conversando e abraçando seus colegas de empresa, de todos os níveis.

Ao demonstrar uma postura assim esse chefe, ao contrário do que se possa imaginar, acaba ganhando a simpatia de muita gente, a começar pelos seus colegas da empresa. Ele demonstra a todos exatamente como é, não precisa comprovar nada, pois é competente no que faz, ocupa um cargo de importância dentro da estrutura da empresa. Sem ser confundido com um chefe “bocó” por conta da sua simplicidade, ele acaba se sendo um daqueles que todo mundo gosta de chamar “meu chefe” com “a boca cheia”, com orgulho.

Já um chefe com um perfil arrogante, que exagera nos seus feitos e supervaloriza suas habilidades, acaba criando um muro na comunicação com seus subordinados e deixa assim de atrair a simpatia e a total confiança de seus colegas e de pessoas ao redor. Todos percebem que ele está ali apenas por interesse.

Portanto, quando você estiver (se já não está) ocupando uma posição de chefia, esteja atento com qual perfil você se mostrar aos seus colegas e subordinados para ter mais satisfação e sucesso na sua carreira.

Leia mais sobre:
Artigos Relacionados:
Random Posts