Autoconhecimento: uma vantagem competitiva

Os novos horizontes para a evolução pessoal e profissional necessariamente são descortinados pelo autoconhecimento. É como aquela viagem de carro, na qual a neblina parece esconder o sol que disputa espaço entre nuvens mais densas, fustigando nossa curiosidade a fim de ver o espetáculo natural.

Quando finalmente a neblina se dissipa, a paisagem aparece majestosa. O autoconhecimento tem o mesmo papel em nossas vidas: ele funciona como um dissipador das neblinas que nos mantém presos aos mesmos comportamentos.

Cada vez mais, pessoas buscam alternativas no mercado e com você não pode ser diferente, pois o ambiente profissional é testemunha de que há um mercado extremamente competitivo. Daí a razão pela qual o ambiente exige de você evolução pessoal e profissional, além de diferenciais de altíssimo poder.

Os profissionais que têm por desejo um objetivo definido, uma realização ou até mesmo um sonho, devem aprimorar as qualidades e até mesmo os pontos passíveis de desenvolvimento, o que necessariamente conduz ao lado pessoal, afinal não é fácil admitir que existam pontos a se trabalhar.

O exercício do autoconhecimento permite valorizar ainda mais a vida, fortalecendo a autoestima, o que gera benefícios como aumento da confiança e estabilidade emocional. Além disso, serve como antídoto para o desequilíbrio que causa perda de rendimento e realça os verdadeiros adversários internos que possuímos.

Isso significa que é preciso conhecimento sobre a própria natureza para superar medo, insegurança e limitações, fatores capazes de influenciar negativamente nosso desejo de sobrepujar as dificuldades.

Conhecendo-se, você tem maior coragem para realizar as ações que planejar. Saberá qual é a sua missão de vida, os propósitos e objetivos. Todos estes benefícios proporcionarão maior controle de suas ações e emoções. Por consequência, maior equilíbrio e tranquilidade no dia a dia.

Basta um final de semana e reflexões profundas se apresentarão para a pessoa disposta a pensar sobre convicções e ideias. Ela se vê a mensurar como está a própria vida, o que deseja fazer, como estão os níveis de felicidade cotidiana e se têm prazer na convivência.

Honre e respeite a sua história, busque a luz e faça o seu caminho.

Pense nisso e sucesso sempre!

Allan Alves


 

Allan Rodrigues Alves é Diretor e fundador da RHSG Gestão de Pessoas e Soluções, Docente pela FGV , com Especialização em Gestão de Recursos Humanos, Graduação em Marketing, Professor, Treinador Comportamental, Analista Comportamental, Coach, Consultor, Palestrante e Facilitador e autor de três livros (Treinamentos Comportamentais, Consultoria Empresarial, O Poder do Coaching)

 

Quarentena do Coronavírus – Dicas para pais e mães com…

Dupla jornada das mulheres: home office, casa e filhos em…

8 dicas para manter a saúde mental em tempos de…