Mantendo a motivação, produtividade e bem-estar durante a crise do COVID-19

Se você está no “limbo” da paralisação por causa dos efeitos emocionais da crise do Coronavírus, precisa resgatar a automotivação para encarar este momento.

Motivação + Produtividade + Bem-estar. Assim mesmo. Tudo junto e somado. Neste momento tão peculiar que o nosso mundo vem enfrentando, entender que estes sentimentos, quando interligados, podem ser encarados como uma escada para ver o final do túnel, é também uma forma de traçar uma rota para realmente sair dele. Do SEU túnel de sentimentos negativos, de medo, de paralisação, de negação…

Até dá pra gente se sentir motivado, mas uma motivação que não leva à produtividade, não é a melhor das engrenagens. Assim como uma produtividade que não leva ao bem-estar, não é uma produtividade que produziu tanto assim.

Quando pensamos em cada um desses degraus, podemos assimilar que toda essa anormalidade é o novo normal. O “normal” de agora. E o degrau da motivação é a partida para encarar a nova realidade. 

Motivação: o motor para a ação

Se precisamos nos adaptar a uma nova rotina que nos foi forçada; se precisamos nos obrigar a produzir e trabalhar mesmo quando tudo está um caos, tanto fora da nossa casa, quanto dentro nas nossas mentes; se precisamos repensar nossas formas de interagir; consumir; extravasar; gerar renda; precisamos de um motor que provoque, de forma sadia e brusca, todo este processo de modificação. Precisamos de motivação para reprocessar, repensar, readaptar e reprogramar a mente para aceitar o novo.

Mas não pense que nesta leitura você vai descobrir onde está aquela chavinha que deixa a automotivação no modus operandi. A motivação é inerente a cada um de nós. Cada qual sabe o que faz o próprio motor engatar ou onde o calo aperta. 

Se você está no “limbo” da paralisação, onde o despertador toca mas não desperta ninguém; onde o café da manhã é acompanhado pelo telejornal da tarde; onde o almoço é sua única refeição decente que passou a se chamar “almojanta”; e sua única troca de roupa do dia é mudar de um pijama para o outro após o banho, é hora – ou já passou dela – de avaliar o que está motivando o seu desinteresse por se sentir produtivo, o desinteresse por si próprio e com o novo agora. 

É claro que uma mesma situação sugere efeitos específicos em cada um de nós. Muitas pessoas estão de fato tendo uma dificuldade enorme em processar cada série de notícias tristes que surgem todos os dias, o que é totalmente compreensivo; e, por isso, disparar regras e pressão sobre como você deveria encarar o novo e ignorar tudo o que nos cerca não é o objetivo desta leitura. O objetivo é ajudar no enfrentamento deste cenário APESAR de tudo o que nos cerca.

Portanto, identificando que há algum agente mental te limitando e impedindo de agir, e descobrindo qual é esse fator nocivo, você passa a poder lutar contra o que te impede de acessar o melhor de você. Apesar da grave crise global de saúde pública, deixar que a carga emocional domine você negativamente não precisa ser aceitável. Volte-se para dentro de si e entenda o mais rápido que você puder os motivos pelos quais você deixou o seu bem-estar de quarentena e isolou-se em inércia.

Produtividade: transformando a realidade

Para tirar as ideias e afazeres do plano mental, ou começar a destinar um espaço dos seus pensamentos para ter ideias, você precisa ter dado um passo neste degrau da motivação. Com a vontade de retomar o controle de si, você poderá seguir para o segundo degrau: a produtividade.

Não se faz um motor funcionar sem combustível. E agora, com sua motivação de tanque cheio, sua produtividade poderá percorrer milhas e milhas. Entre os destinos, podem estar afazeres simples como focar verdadeiramente no home office; limpar e reorganizar a casa; ler os livros que você comprou com tanto entusiasmo mas não tirou da prateleira; tirar o certificado daquele curso online que vai agregar aquele valor ao seu currículo; ou até mesmo definir um plano de negócios para ter renda e aliviar as dificuldades financeiras que te preocupam e que podiam inclusive ser um dos fatores que antes estavam te paralisando. O importante é a tomada de atitude que vai movimentar sua postura diante das atuais adversidades.

Bem-estar: a consequência

O terceiro degrau é mais como uma consequência do que uma etapa. O bem-estar é uma conquista por ter resgatado a motivação para a ação. Se você despertou um propulsor que impulsionou você a agir e fazer o que precisa ser feito, o bem-estar se dará no aumento da sua autoestima, da sensação de satisfação pessoal e da dopamina, hormônio ligado ao prazer.

Entramos nessa sem receber qualquer tipo de treinamento funcional ou preparação emocional. E é natural que os sentimentos nos traiam enquanto não conseguirmos nos adequar às novidades tão radicais para a nossa vida. Logo, é essencial que cada indivíduo fique pronto para ingressar na busca pela motivação, produtividade e bem-estar para acessar sua melhor versão diante das dificuldades do momento atual. No fim, tudo vai passar. Mas, enquanto não passa, o presente não pode ser ignorado e encarado como uma fase sombria no mundo afora e no universo dentro de nós.

De empreendedor a empregado novamente: como voltar a buscar emprego

O perfil e as habilidades da mulheres mães no mercado…

No trabalho, OUVIR pode ser mais importante do que FALAR