Ué, como assim experiência se estou procurando meu primeiro emprego?


Depois de olhar sites de emprego, redes sociais e até jornal de banca em busca de emprego, parece que você não se encaixa em nenhuma vaga? Difícil, né? Parece que todas as vagas são apenas para pessoas muito experientes e o desespero começa a bater, afinal, você está em busca do primeiro emprego.

Parece até brincadeira que as empresas exijam tanta experiência para cargos de profissionais que ainda estão entrando no mercado, mas isso não quer dizer que você deva desistir de enviar seu currículo. Se você não tem tantas experiências conte, em seu currículo, tudo que o fará ser um bom profissional, tudo que você sabe fazer. 

Comece a construir seu currículo

Abaixo dos seus dados pessoais, no currículo, inclua o campo Resumo de Qualificações. Nele, você deve descrever suas aptidões, mesmo que elas tenham sido adquiridas de outra forma, não por experiências formais de emprego. Você pode começar o texto mais ou menos assim:

“Estudante de [inserir o curso, se for o caso]. Profissional em início de carreira, com habilidades para atendimento ao público, [inserir demais aptidões]. Interesse em atuar na área [citar área de interesse]. Habilidades com Photoshop [ou qualquer outro programa de computador, se o tiver e se for relevante para área que busca emprego].

E abaixo desse campo, lembre-se de incluir o campo Objetivo, afinal, não ter experiência não deve significar que você não sabe o que quer. Aqui, você pode incluir o cargo ou área de interesse, por exemplo: “Objetivo: Vendedor OU Objetivo: Área de vendas”

Mas se você tem alguma experiência, nem que seja fazendo uns bicos informais ou ajudando algum familiar nos pequenos negócios, dá pra colocar isso no currículo, sim, no campo experiências! Ah, e trabalho sociais também valem: comente os tipos de trabalhos voluntários que já fez, dando ênfase às atividades que têm a ver com o seu objetivo. E, por último, se você estuda, pode incluir atividades extra-curriculares também.

Saiba que experiência não se baseia unicamente nos anos seguidos que uma pessoa trabalhou numa empresa, e sim nas atividades e conhecimento que a pessoa adquiriu fazendo qualquer atividade.

Quer saber qual carreira seguir? O Guia de Profissões e Salários da Catho é gratuito e pode te ajudar a entender melhor as opções de profissões e áreas de atuação, além de conter informações sobre salários praticados, trilhas de carreira que mostram quais caminhos seguir para chegar em determinadas posições, e muito mais. Confira!

Jornalismo #ProfissõesCatho

Qual destes 3 caminhos você prefere seguir na carreira? (Parte…

Deficiência Visual | Definições e Perspectivas