Nasci Y… E agora?


Sou inquieto sim, questionador sim e se reclamar vai ter mais! A Geração Y não se acomoda, não tolera a falta de respeito e está sempre em busca de dar significado ao seu trabalho. Eles não se apegam a estabilidade, por isso não tem medo de perder o emprego.

Mas a conhecida Geração da Internet ou os Milenials estão sendo massacrados por desafios dos quais não foram preparados para enfrentar.  Querem aprender com os veteranos da Geração X e Baby Boomers, não apenas competir deslealmente.  E se sentirem livres da comparação e da cobrança para superarem seus pais, que convenhamos, tiveram uma base bem diferente da que eles têm.

Está gostando da leitura? Cadastre seu e-mail e receba mais conteúdo.

[newsl]

De acordo com pesquisa recente, 74 milhões de trabalhadores pertencentes à essa geração devem entrar no mercado de trabalho nos próximos anos. Essa é a geração economicamente ativa que está mais adaptada e consciente da revolução que a interação pelas redes sociais está provocando nas relações pessoais, comerciais e de consumo da sociedade contemporânea.

Segundo estudo da IBM, realizado em 2015,  os profissionais da geração Y são os que mais usam as redes sociais tanto para fins pessoais (59%), quanto para obter informações sobre o mercado (59%) e divulgar as marcas de sua empresa (62%).

E você… Nasceu Y? É X ou Baby Boomer? Cada geração tem suas qualidades e juntas podem se ajudar e fazer de uma empresa um perfeito case de mercado.

[adinserter name=”relacionadas”]

O que fazer quando o seu chefe te desrespeita?

Qual o tamanho perfeito para um currículo?

Recursos Humanos (RH) e os profissionais com deficiência