Como encontrar um mentor para a minha carreira?

Ter um mentor para te apoiar no desenvolvimento de sua carreira é tão importante quanto o seu comprometimento em evoluir. O mentor pode te oferecer o caminho das pedras para o seu desenvolvimento profissional, eliminando dúvidas de qual caminho seguir ou como se preparar neste processo. É comum acreditar em alguns mitos que vão te impedir de aproveitar esta estratégia:

– O processo de mentoring é apenas para profissionais de destaque;

– Minha empresa precisa ter uma estrutura formal de mentoring para que funcione;

– Eu tenho que me comprometer com reuniões estruturadas para que funcione;

– Eu preciso dedicar tempo para aproveitar as orientações do meu mentor.

Na realidade, todos os itens acima são mitos que te distanciam de encontrar um mentor capaz de apoiar profissionalmente. Com estas condições em mente, é natural continuar batendo cabeça na sua carreira.

Encontrar um mentor é mais simples do que imagina. Você precisa ter apenas um objetivo de carreira em mente, motivação para seguir este caminho e encontrar uma pessoa capaz de te oferecer os conselhos mais adequados para te ajudar.

Que tipo de ajuda você precisa?

Antes de procurar o seu mentor, saiba quais são as suas dúvidas e que tipo de apoio você precisa para se desenvolver profissionalmente. Onde você quer chegar daqui a 5 anos? Quais dificuldades você tende a enfrentar?

Busque informações que vão além dos últimos feedbacks que recebeu. Existe alguma dificuldade de relacionamento com algum colega, cliente ou parceiro? Você sente falta de alguma habilidade técnica? Sua confiança está abalada e te impede te assumir novas responsabilidades?

Estas informações são fundamentais para que escolha adequadamente o seu mentor. Afinal, você deve ter algumas pessoas em que confia, mas precisa saber quais delas já passaram por desafios parecidos com o seu.

Analise a sua rede de contatos para encontrar o seu mentor

Agora que você já sabe onde quer chegar e o que precisa, é necessário analisar qual pessoa pode te ajudar neste processo. Quem você conhece que já passou e superou por dificuldades parecidas com a sua? Quem está em um patamar parecido com o que deseja estar no futuro? Quem domina as habilidades que você precisa desenvolver?

Ao buscar o seu mentor, você pode pensar fora da caixa. Não precisa necessariamente que trabalha com você ou que atue na mesma empresa. Considere os seus antigos colegas de trabalho e até clientes que teve um excelente relacionamento. O mais importante é buscar uma pessoa que você se identifica e que tenha disposição para te ajudar.

Peça para a pessoa ser o seu mentor

Obviamente que a abordagem vai depender muito do nível de relacionamento que possui com esta pessoa. Se você tem um relacionamento muito próximo e aberto você pode diretamente solicitar uma ajuda, apresentar as suas dificuldades e agendar algumas reuniões para ouvir os conselhos desta pessoa.

Agora se for uma pessoa que não tem contato há algum tempo o ideal é ir com cautela para não assustar. Primeiramente você pode enviar uma mensagem explicando o quanto esta pessoa te inspira e o tamanho da sua gratidão por tudo que ela fez por você. Isto abrirá uma porta para que a pessoa fique mais receptiva ao seu pedido de te ajudar como mentor.

É importante negociar também a forma ideal de interação e periodicidade. Processos de mentoring podem ser realizados com reuniões mensais e até trimestrais sem perda na qualidade. Afinal, o seu mentor tende a te oferecer direcionamentos muito claros de como deve atuar e se comportar em seu trabalho. Assim, você precisará de tempo para se desenvolver e entender como isto gera resultados em seu contexto.

Evite ao máximo utilizar o seu líder ou gerente direto em processos de mentoring. É importante que o mentor esteja desconectado da sua rotina de trabalho para poder te oferecer ideias diferentes e que agreguem valor ao seu aprendizado.

Desenvolva a relação com o seu mentor

Não basta encontrar e pedir ajuda. Você precisa cultivar esta relação demonstrando gratidão e respeito pelo tempo e pela dedicação que o seu mentor oferece a você. Seja pontual, anote todas as informações passadas e dedique-se em experimentar as sugestões oferecidas por ele.

Aproveite e mantenha o seu mentor atualizado sobre seu progresso, mostrando que continua focado no processo e que a ajuda dele tem sido muito importante para você. Se possível, retribua a ajuda que o seu mentor lhe oferece com feedbacks e presentes, demonstrando a sua gratidão.

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

Coronavírus: ideias para gerar renda extra estando empregado ou não

Coronavírus: o que fazer quando a empresa libera home office,…

Como lidar com a raiva no ambiente profissional?