O que responder sobre meus pontos fracos na entrevista de emprego?

A entrevista de emprego é um dos momentos mais difíceis para qualquer candidato. E ao longo dos diversos processos seletivos que atuei e conduzi, percebi que a grande maiorias dos profissionais não conhece seus pontos fortes e seus pontos fracos e encontram muita dificuldade para lidar com este tema.

Acredito que pouquíssimos candidatos percebem a real importância de se autoconhecer e, por isso, pouco se avaliam. Saber seus pontos fortes te permite atuar e focar em suas principais habilidades, se destacando com maior rapidez e eficiência. Já seus pontos fracos (ou a desenvolver) são as melhores oportunidades de aprendizado e crescimento profissional que você pode identificar.

Conhecer seus limites é fundamental para sua sobrevivência profissional. Testes de perfil ou ferramentas de análise podem te ajudar a identificar alguns destes pontos rapidamente (clique aqui para acessar o teste de personalidade profissional que desenvolvi e te permite conhecer alguns pontos de melhoria).

Agora, se você nunca fez nenhum teste e não conhece seus pontos a desenvolver, por favor esqueça os clichês. Esta é a forma mais rápida de dizer ao recrutador que você não se conhece. Portanto, evite dizer que é “perfeccionista” ou “extremamente comprometido”, afinal estes pontos fracos fantasiados de pontos fortes podem fazer sucesso como dicas em alguns blogs, mas nenhum recrutador atura mais estes argumentos.

Mentir ou mascarar a realidade é uma das piores atitudes durante o processo seletivo. Lembre-se que se o RH identificar que você mentiu em um processo seletivo, ou ocultou algum ponto importante, você será avaliado de perto durante seu trabalho e isto pode marcar negativamente sua carreira para sempre!

Portanto, o principal fator para se dar bem nesta situação é que você seja 100% sincero. Abra o jogo na entrevista. Confie em mim, se fizer da forma certa você não corre o risco de dar um tiro no pé. Até porque, é exatamente esta resposta que o recrutador espera de você. Que você conheça seus limites e os apresente com franqueza, demonstrando que você possui uma boa capacidade de reflexão e análise.

Mas para ter um sucesso neste tipo de pergunta não basta parar por aí. Após apresentar seus pontos fracos diga, imediatamente, o que você está fazendo para superar estes desafios. Se ainda não tiver iniciado esta preparação, diga quando pretende iniciar a melhoria desta dificuldade.

Isto demonstrará que consegue analisar sua situação atual com clareza, e principalmente possui senso de urgência, reage ao problema na busca por uma solução e que deseja melhorar sua carreira profissional por meio do seu autodesenvolvimento.

Sendo assim, vá direto ao ponto: diga qual sua dificuldade, onde e como a observou, quais feedbacks recebeu que comprovam sua visão do problema e quais ações você está tomando ou tomará para sair desta situação. Seja transparente e tenha disposição para melhorar que tudo correrá bem.

Você já foi questionado sobre seus pontos de melhoria e você teve facilidade em responder? O que pensou e como se saiu nesta situação?

_
Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

Culinária | Gastronomia #ProfissõesCatho

Atitudes inaceitáveis em uma entrevista de emprego

Você está preparado para atuar no RH do futuro?