Reputação Corporativa

Atitudes éticas dentro da empresa fazem toda diferença quando o assunto é reputação corporativa. Ações simples que estão atreladas, muitas vezes, ao bom senso dão o tom aos relacionamentos e às oportunidades de crescimento.

O que todos procuram e esperam trabalhando dentro de uma organização é reconhecimento e resultados, porém, muitos se esquecem de que existe um tempo hábil de adaptação e evolução e passam a explorar de forma imatura a empresa em que se trabalha.
Para Fernando Montero Capella, diretor da Capella RH, a reputação está diretamente atrelada ao avanço da carreira. “Ela diz respeito ao quanto o profissional é respeitado e goza de prestígio dentro da empresa. É também um forte indicador de como anda a imagem do profissional e se ele está sendo assertivo em seus posicionamentos, e se tem conseguido manter-se íntegro na defesa dos princípios e valores de sua organização”, afirma Capella.
Ainda segundo José Carlos Ignácio, diretor da consultoria empresarial JCI Acquisition, uma reputação de renome está relacionada a sucesso, boa gestão de pessoas no tocante à formação e treinamento e capacidade de gerar resultados e mudanças. “O profissional com uma experiência bem sucedida dentro de uma organização gera a expectativa de ter capacidade de sobra para agregar valores quando for atuar em uma nova empresa”, explica o Ignácio.
Outro fator que interfere na reputação é a falta de motivação e a dificuldade de relacionamento com as outras pessoas, estas são as piores características para se superar obstáculos na empresa.
De acordo com Fernando, algumas atitudes podem ir mais longe, por exemplo, disciplinar alguém a não pedir uma nota fiscal de valor superior ao que consumiu num restaurante, durante um almoço de negócios com cliente. “Já imaginou se alguém que pratica isto é pego em algum momento despercebidamente, ou pelo próprio cliente que o entrega a alguém da empresa, por considerar tal conduta antiética em sua própria organização?”, enfatiza.
Sendo assim, para manter uma reputação corporativa positiva trabalhe com sinceridade e franqueza, seja para confirmar uma gafe ou para um pedido de desculpas, ser transparente garante a confiança de todos.
“Engajamento com os valores da empresa e capacidade de liderança, principalmente para impedir que a equipe abata-se com as frustrações é outro fator importante”, finaliza José Carlos.

Sem emprego na crise do Coronavírus? 5 passos para voltar…

Coronavírus: o que esperar do mercado de trabalho?

Mulheres no mercado de trabalho: panorama da década