Aprenda a assumir a culpa pelos seus erros do dia a dia

Colunista: Nelson FukuyamaParece que existem poucas pessoas dispostas a assumir os erros que cometem no dia a dia. A maioria prefere inventar uma desculpa qualquer, jogando a culpa em outras pessoas e atribuindo um erro a outros fatores externos, nunca demonstrando humildade ou aceitando sua parcela de culpa no erro cometido.

Não é isso que acontece no esporte? Quem, jogador ou técnico, após uma derrota em uma partida de futebol tem coragem de dar uma entrevista dizendo que o time perdeu por sua causa? Claro que, mesmo com forte evidência de que seu time perdeu por sua causa, o jogador ou o técnico nunca admitem isso.

“Ah!” diz um, “eu fiz o meu melhor, a culpa foi do juiz que deixou de assinalar um impedimento que acabou em um gol”, ou “Foi o meu colega que marcou bobeira e deixou o atacante adversário avançar e fazer o gol”, ou ainda “O calor estava muito forte e o gramado estava horrível”, são desculpas comuns que a gente ouve e lê.

A mesma coisa acontece no ambiente de trabalho. Quer ver alguns exemplos?

Alguém não comparece a uma reunião agendada com antecedência. “Ah! Me esqueci. É que ando tão atarefado que esqueci que tinha agendado essa reunião”.

Um assunto importante que havia sido discutido em reunião e precisava de uma ação ficou parado. “Não tive tempo de dar andamento nesse assunto”.

“Porque não te enviei o documento? Foi justamente num dia em que o sistema ficou fora do ar”, diz um funcionário. Alguém deixou de dar um recado importante de um cliente. Desculpa: ”esqueci de anotar o recado porque estava cheio de coisas a fazer”, diz o funcionário.

A fatura não foi paga. Desculpa: “nós descobrimos um erro nos dados da nota fiscal e não pudemos incluir no sistema de pagamentos da empresa. Não tivemos tempo de avisar o fornecedor. Também: “o pagamento não foi efetuado por culpa do sistema do banco”.

Esses e tantos outros exemplos deveriam merecer um reconhecimento público de culpa ainda mais quando um erro leva a um prejuízo por alguém, coisa que parece não ter muita importância para muitos.

Assim, fica a recomendação para que quando cometer um erro, uma falha operacional, você tenha a humildade de reconhecer que você teve culpa e se penitenciar diante de seus colegas de trabalho, superiores, subordinados, clientes e fornecedores. Acredite: com isso sua imagem e a imagem da sua empresa passarão a ser lembradas e comentadas de maneira positiva.

Não deixe para amanhã o que deveria ter sido feito…

Você pode contar com sua rede de relacionamento?

Quais passos você deve dar para conseguir um emprego?