O que os RH’s e o mercado esperam de você? #SemanaDoEmprego

Autor: Marcela Alves

Com um mercado de trabalho cada vez mais enxuto, o que é mais difícil: conseguir um emprego ou contratar? O processo de seleção de candidatos, que já não é fácil, fica ainda mais complicado no cenário atual. Confira a seguir a percepção de profissionais de RH de grandes empresas sobre o momento que o Brasil e o mercado de trabalho brasileiro estão passando.

Um cenário de crise impõe mudanças à dinâmica de contratações e ao mercado de trabalho. Entretanto, mesmo neste período de desaceleração da economia, as oportunidades ainda existem e as empresas continuam a buscar talentos.

“Hoje, como o número de pessoas desempregadas no mercado é maior, isso dá aos recrutadores a oportunidade de serem mais exigentes na hora de avaliar um candidato”, avalia Thiago Candis, coordenador de aquisição de talentos da Netshoes.

“Como profissional de RH, vejo que ainda falta qualificação. Quem está buscando uma oportunidade, não pode deixar de investir na carreira”, comenta Daniela Carvalho, gerente de Atração de Talentos do Walmart.com.

Outro dificultador hoje, segundo ela, são o medo e a resistência a mudanças de boa parte dos candidatos. “A gente vai em busca de um profissional que está empregado, com uma boa proposta para oferecer, mas ele não arrisca tanto. Hoje é comum eu agendar uma dinâmica de grupo na empresa e ter menos da metade da sala”, completa.

E quando a oportunidade aparece, o que o candidato deve fazer para garantir a contratação? Segundo Roberto Spuri, diretor sênior de Desenvolvimento de Negócios de Human Capital Management da Oracle, o segredo está na autoestima.

“Isso pesa muito no momento da avaliação. A contratação não depende só da qualificação profissional, mas da atitude e do comportamento do profissional. Então, ele tem de ter a plena convicção que possui os elementos que vão fazer com que as organizações o enxergue como um forte candidato”, explica o diretor.

O mercado está difícil e as oportunidades reduzidas, em função do cenário econômico. O candidato busca uma posição no mercado e, ao mesmo tempo, as organizações não encontram a quantidade e a qualidade de candidatos que elas imaginavam… Então, o candidato precisa saber se valorizar. “O indivíduo que se candidata a uma vaga tem que ser o protagonista do sucesso da contratação dele, levando para o entrevistador a melhor qualidade que ele tem”, complementa Spuri.

Quer conferir todas as dicas da “Mesa Redonda: o que os RH’s e empresas esperam de você?”, palestra da Semana do Emprego da Catho? Assista ao vídeo abaixo e confira!

Dia do Comprador

#MáscaraSalva | Máscara Inclusiva para deficientes auditivos

Impactos da pandemia na geração de empregos