Você Acredita em Excelência?

Muitas vezes li em artigos, livros e palestras que estar na excelência é o foco para qualquer pessoa ou instituição. Ótimo! E quando você sentir que a alcançou?

Isso me fez refletir que o foco talvez não seja estar na excelência, mas sim estar sempre a caminho dela!
Quando você é um dos primeiros naquilo que se propõe a ser, existe uma centena de outros querendo ser, ou passar você!

Ou seja, estar no topo não é um momento de glória ou de descanso. Estar no topo só faz parte do processo, pois em um breve momento posterior você já pode estar em terceiro ou quarto… E num outro momento voltar a ser primeiro!

Então quem procura a excelência como um troféu como o fim de uma jornada, encontrará frustração!
Por isso acredito que o segredo dos grandes é não se importar em que posição se está no mercado, mas sim olhar

para dentro de sua organização e se perguntar: Estou fazendo o meu melhor?
E para estar fazendo o melhor em cada área, é um trabalho árduo e de total envolvimento de todos!

Hoje você precisa ter a melhor gestão, precisa estar enxuto com seus gastos, precisa estar com visibilidade, precisa ter o melhor produto, precisa ter um preço justo, precisa ter uma equipe motivada, precisa estar totalmente antenado às novidades de todos os tipos!

Novidades comportamentais, tecnológicas, oportunidades de novos campos a serem explorados e etc.

Mas o que vemos é que nem sempre a “maior” empresa ou o “melhor” produto ou ainda o que tem o “melhor” preço são os que têm os melhores resultados.

Percebemos que hoje, tudo isso que citamos já faz parte das obrigações! E que isso nunca foi critério determinante de sucesso!

Se isso fosse verdade existiria somente um carro, uma pasta de dentes, um supermercado, uma loja de calçados, um celular etc. Pois, com certeza existe um que é o “melhor” ou o mais barato.

Mas então por que isso não acontece? Pois quem decide tudo isso é o consumidor final!

O que é bom pra ELE? O que é preço justo pra ELE? Quais e como descobrir os critérios que esse ou aquele comprador julga importante?

O que faz com que ele compre o mais caro ou o pior, em sua opinião de vendedor?
Para que existem juízes e advogados? Se uma das causas deve ser a mais justa?!
Quem se vender/comunicar melhor…Leva!
A palavra chave é: comunicação eficiente e confiança!
As pessoas compram e somente gostam de comprar coisas e ideias, as quais elas aceitam como justas e confiantes!

Ninguém gosta que lhe vendam coisa alguma!
As pessoas, eu, você, e qualquer um, gostamos de fazer um bom negócio pelos nossos próprios critérios e necessidades!

Por isso é tão importante que um vendedor/comunicador se torne realmente uma pessoa confiável, agradável…
Com ouvidos, olhos, a trabalho do seu cliente e suas necessidades.
Captando as emoções do seu cliente e sentindo o que ele sente e fornecendo a ele o que ele espera receber.

Onde está a informação que você precisa?

4R’s ou pão-durisse?!

Será que temos ética?