O Portal Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho. Aqui você encontra informações relacionadas ao mercado de trabalho, que irão auxiliá-lo em seu desenvolvimento profissional.

06/10/2017 - Precisamos educar as crianças para educar a sociedade

Autor: Camila Martins

Uma pesquisa feita pela Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD) concluiu que as meninas  – mesmo aquelas com alto desempenho escolar – tendem a ter baixa performance, em comparação aos meninos, quando são convidadas a pensar como cientistas, ou seja, quando exigem delas que usar argumentos utilizando linguagem matemática ou interpretando fenômenos científicos. Ainda de acordo com a pesquisa, os pais são mais propensos a esperar que seus filhos, em vez de suas filhas, trabalhem em um campo da ciência, tecnologia, engenharia ou matemática – mesmo quando seus meninos e meninas de 15 anos de idade apresentam o mesmo nível de desempenho em matemática.

É a velha história de que “meninas brincam de boneca e meninos de videogame”. Mas e se as crianças fossem estimuladas durante a infância da mesma forma? Provavelmente teríamos mais mulheres nos campos de exatas e mais homens em áreas consideradas “femininas”.

Precisamos educar as crianças para educar a sociedade, pois a perpetuação destes estereótipos reflete em uma opressão cultural e social cada vez mais difícil de ser sustentada por homens e mulheres. O homem não deve ser o “provedor” e a mulher não deve ser a “dona de casa” por imposição. Precisamos fazer nossa parte hoje para ter uma sociedade melhor no futuro.

Pensando nisso, a UPWIT, uma consultoria de inteligência de gênero e inovação, lançou agora em outubro a Campanha Coisa de Criança, uma campanha online composta por depoimentos de pessoas que estão fazendo suas partes por uma educação igualitária, criando um movimento de conscientização e empatia nas redes sociais.

Os relatos podem ser conferidos nas redes da consultoria: FacebookTwitterInstagram

 

Leia mais sobre: