Confraternização e etiqueta corporativa

Colunista: Reinaldo PassadoriO fim do ano se aproxima e com ele esperanças e sonhos se renovam e, por isso, um período de muitas festas corporativas, contexto em que a atenção deve ser redobrada, pois a todo o momento somos observados, julgados, avaliados e rotulados.

Por que associo confraternização e etiqueta corporativa? Porque a falta de traquejo ou cuidado social, o comportamento inadequado nas redes sociais e até a falta de sociabilidade no ambiente de trabalho podem macular, e muito, a imagem do profissional. A ausência de etiqueta corporativa pode levar o profissional aos cruéis comentários e funestas consequências.
Uma dose extra de destilado e a agitação dos colegas de trabalho não podem fazer com que você se sinta tão à vontade como em um evento comum, no qual tudo é possível fora do horário comercial. É preciso ser coerente, pois a festa de final de ano é uma extensão do contexto empresarial e você está na mira de olhos bem curiosos.
Festa de confraternização é um momento de emoção,  para que você se integre com seus colegas e tenha um olhar mais acolhedor a todos, mais familiar, e de envolvimento. Aproveite essa ocasião, também, para fazer um bom networking, claro! Pensar em mudanças é sempre muito positivo.
Aos líderes? Acredito que essa é uma excelente oportunidade para quebrar as barreiras dos protocolos corporativos e interagir com seus liderados mais informalmente. Ria, conte um pouco de si, mostre que seu lado pessoal ultrapassa os limites burocráticos, que o engessam no horário comercial, de segunda à sexta-feira.
Como estamos tratando de etiqueta corporativa, lembre-se que o traje também não foge a esta regra.
Mulheres: evitem roupas justas, curtas, ou excessivamente decotadas.
Homens: camisa abotoada e alinhada sempre favorece o visual masculino.
Se a confraternização acontecer em um sítio, o cuidado deve ser redobrado. Roupa leve pode ser elegante, desde que sem excessos. É possível estar à vontade, porém mantendo a postura. Você levou anos para construir sua imagem e sabe quão difícil foi. É melhor abrir mão de alguns deleites para preservá-la. Antes de ser profissional, você é uma pessoa que deve expressar seus valores, pois são eles que trazem consistência a sua vida e sua carreira. Esse é o ponto!
Divirta-se, aproveite sua confraternização e marque sua presença com simpatia, sobriedade, harmonia, leveza e descontração!
Reinaldo Passadori – Professor e CEO do Instituto Passadori, especialista em Desenvolvimento Humano e Comunicação Verbal. Conferencista requisitado em seu segmento no Brasil. É autor dos livros: “Comunicação Essencial – Estratégias Eficazes para Encantar seus Ouvintes” – “As 7 Dimensões da Comunicação Verbal”; “Media Training” – Comunicação Eficaz com a imprensa e a Sociedade – Editora Gente e “Quem não Comunica não lidera” – Editora Gente.

 
 

Entusiasmo: o poder dentro de si

Comunique-se bem e brilhe pessoal e profissionalmente

Você fala bem em público?