O Portal Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho. Aqui você encontra informações relacionadas ao mercado de trabalho, que irão auxiliá-lo em seu desenvolvimento profissional.

12/01/2009 - Como se comportar durante a entrevista

 

Naísa Modesto

Perguntas difíceis nas entrevistasDepois de buscar uma vaga que se enquadra no seu perfil, enviar seu currículo e conseguir uma entrevista, você acha que a batalha pelo novo emprego está quase vencida, certo? Quase.

Além de saber mostrar suas qualificações para o cargo e dizer as coisas certas para o selecionador, existem fatores muito mais sutis que podem garantir sua contratação ou eliminação do processo seletivo.

A questão da postura na hora da entrevista é uma delas, e pode ser uma das partes mais importantes do processo de seleção.

Mais uma vez, manter a calma e a transparência e demonstrar bom senso nas atitudes é a melhor saída para os candidatos.

TIME IS MONEY

Uma situação inusitada é lidar com o atraso do selecionador. Se o atraso for grande, questione algum responsável sobre a previsão de chegada do entrevistador, seja cordial e não demonstre impaciência. “Caso você tenha outros compromissos e não possa esperar mais, deixe um recado dizendo que infelizmente não pôde aguardá-lo, mas que deseja marcar um novo dia e horário para a realização da entrevista”, aconselha Glaucia Santos, consultora de RH da Catho.

CELULAR

Se você já marcou um horário para a entrevista e foi surpreendido por uma emergência familiar, como explicar ao selecionar que precisa manter seu celular ligado? Glaucia explica que o ideal é manter sempre o aparelho desligado, mas neste caso é preciso informar ao selecionador sobre a situação, logo no começo da conversa, sem a necessidade de fornecer informações mais específicas sobre o caso. “Não é necessário entrar em detalhes, apenas diga que se trata de algo muito importante e desculpe-se antecipadamente.”

NÃO MINTA

O mesmo vale para candidatos que entram em processos seletivos quando ainda trabalham para outras empresas e precisam manter seus celulares ligados. É importante informar ao selecionador que você não contou ao atual chefe que está participando de processos seletivos para evitar que este entre em contato com a empresa para pedir referências. “Justifique esse fato dizendo que a empresa ou o chefe não dá abertura para esse tipo de coisa, mas em momento algum minta!”

SERÁ QUE EU DEVO?

Deparar-se com um entrevistador que fuma durante a conversa, e ainda deixa o profissional à vontade para fazer o mesmo, pode ser surpreendente. Isso pode acontecer principalmente quando o selecionador é o gerente ou diretor da empresa. “Se o entrevistador está fumando e abre esta possibilidade ao candidato, ele pode fumar. No entanto, sem exageros. Caso o entrevistador não esteja fumando e ofereça ao candidato esta possibilidade, recomendo que ele não fume”, esclarece Glaucia.

Dentro dessa mesma questão, muitas pessoas se perguntam se devem dizer a verdade sobre o fato de serem fumantes, e a resposta é sim! Mesmo assim, a recomendação é deixar claro que o cigarro não interfere nas suas atividades profissionais e nem compromete sua produtividade. Caso você tenha receio sobre as restrições da empresa contratante, evite deixar maços ou isqueiros aparentes durante o processo seletivo.

BEBER OU NÃO BEBER, EIS A QUESTÃO

A mesma regra vale para o consumo de bebidas nas entrevistas que acontecem durante almoços de negócios. Nestas ocasiões, é possível que o candidato consuma bebida alcoólica caso o entrevistador também o faça, mas com muita moderação. Caso não beba ou esteja impossibilitado de fazê-lo, o profissional deve ser sincero e informar isto ao entrevistador. “É imprescindível que o candidato tenha muita moderação ao consumir bebidas alcoólicas. É possível que, motivado pelo nervosismo da situação, a pessoa consuma mais bebida que o indicado e cometa sérios deslizes durante a entrevista. Certamente, isso seria eliminatório”, alerta a consultora.

RISQUE AS GÍRIAS DO SEU VOCABULÁRIO

Mesmo que a entrevista seja para uma colocação em uma empresa mais jovem e descontraída, o mais indicado é que o candidato mantenha a formalidade, demonstrando suas qualificações e competência profissional. “O fato de a empresa ter um perfil mais descontraído não significa que ela aceite positivamente posturas informais durante o processo seletivo. É melhor optar pela formalidade para não cometer erros.”

DEIXE AS PIADAS DE LADO

Algumas pessoas são mais descontraídas que outras, mas nem por isso você precisa tentar mostrar todo o seu bom humor durante o processo. Mostrar-se alegre e agradável é preciso, pois podem ser partes determinantes de sua personalidade. Mas, novamente, nada de exageros. “Essas características compõem a personalidade do candidato e não serão vistas necessariamente de modo negativo. O que mais conta é o bom senso. Evite exageros e nunca se sinta totalmente livre para falar o que quiser. Lembre-se que em todo momento está sendo avaliado por seu comportamento e pelas respostas dadas.”

TÍMIDO, EU?

Se você é mais tímido e reservado, a dica é preparar-se bem para se sentir mais à vontade durante a entrevista. “Quanto mais segurança o candidato tiver naquilo que está falando, mais fácil será vencer a timidez”. Uma opção é treinar. Tente responder às principais perguntas feitas durante os processos seletivos em frente ao espelho ou com uma pessoa de confiança. No dia esperado, alimente-se bem e organize seu tempo.

O CORPO FALA

A expressão corporal diz muito sobre a pessoa e sobre o que ela está pensando, podendo fazer sérias denúncias ao selecionador. Se, por exemplo, o candidato fica mexendo no cabelo, nos objetos da mesa ou nos objetos pessoais, demonstra claramente sua inquietação ou impaciência. “Há ainda aqueles que ficam olhando para os lados, para o teto, para a mesa, menos para o entrevistador. Isto demonstra grande timidez ou pode parecer falta de interesse.”

Por mais que essas ações sejam involuntárias, é importante estar atento às mensagens que o corpo passa, evitando interpretações errôneas dos selecionadores.

O QUE VEM DEPOIS?

Quando o candidato percebe que o final da entrevista está próximo, certamente fica curioso sobre as próximas etapas. Demonstrar interesse no processo é certamente visto de modo positivo pelo entrevistador. É melhor fazer a pergunta no final, depois de mostrar que está apto a exercer o cargo.

REGRAS DE OURO

Para encerrar, confira algumas atitudes que devem ser incentivadas e outras que devem ser eliminadas do processo seletivo:

Serviços da Catho sugeridos:

Análise de Currículo: Consultores avaliam seu currículo e enviam por e-mail todas as orientações para adequá-lo.

Elaboração de Currículo: Consultores elaboraram um currículo, destacando os pontos fortes de sua carreira profissional.

Carta de Apresentação: Consultores elaboram uma carta de apresentação objetiva para destacar-se nos processos seletivos!

Simulação de Entrevista: Faça uma simulação de entrevista com nossos consultores e fique mais preparado e confiante na conquista do novo emprego.

Leia mais sobre:

  |    |    |    |    |    |