Conflitos são saudáveis, sabia?

 

Muitos líderes e profissionais desenvolvem os seus projetos e as suas equipes com uma grande ideia em mente: evitar ou suprimir os conflitos que possam aparecer. A percepção de que um ambiente harmonioso é a solução dos problemas do trabalho em equipe pode ser a maior armadilha para a produtividade e os resultados de uma empresa.

Lembre-se que independente do trabalho que desenvolve, você sempre terá interação com alguma outra pessoa (mesmo que você passe horas atrás de um computador desenvolvendo planilhas de controle financeiro ou softwares). Essa interação pode ser reduzida ou limitada, mas você precisará reportar os seus resultados a um superior ou, talvez, diretamente a um cliente.

Por você interagir com uma outra pessoa, saiba que, obrigatoriamente, em algum momento, existirá um conflito. Isto é óbvio. Cada ser humano possui a sua interpretação única do mundo e com uma estrutura de pensamento particular, repleta de valores e crenças, que serão diferentes das outras pessoas.

Os conflitos aparecem de forma natural e é impossível evitá-los. Seguem abaixo alguns motivos que produzem conflitos no ambiente de trabalho:

  • Valores distintos entre os membros da equipe;
  • Atitudes pobres ou negativas dos membros da equipe;
  • Objetivos e expectativas incompreendidos;
  • Recursos limitados;
  • Expectativas obscuras ou inexistentes {eu já falei sobre isso em um post: O mais importante (e menosprezado) passo para crescer na carreira};
  • Falta de comunicação.

Portanto, se você pensa de forma diferente de uma outra pessoa é uma questão de tempo até que algum conflito se estabeleça. Seja na diferença de opinião sobre o melhor caminho para que a equipe alcance os seus resultados ou na forma como cada pessoa gosta de trabalhar (individualmente, ouvindo música, conversando com os colegas, através de reuniões, com maior foco nos resultados ou com maior foco nas necessidades das pessoas).

Ao enfrentarem um ambiente de conflito, muitos profissionais ou líderes tentam suprimi-lo na intenção de criar harmonia. Este erro tem consequências muito drásticas para os envolvidos e para a empresa:

1- Abafar conflitos demonstra aos colaboradores que não é correto contribuir com as suas próprias ideias para o bem da empresa e, com o passar do tempo, pode gerar equipes com comunicação limitada. Pense comigo: se a grande parte dos problemas de uma empresa é causado por problemas de comunicação, o que você acha que acontece quando uma equipe não se comunica ou tem medo de fazê-lo?

2- O maior e mais profundo impacto em ter uma equipe sem conflitos é a acomodação que é gerada. Uma equipe que não enfrenta desafios e não sabe lidar sozinha com os conflitos existentes se mantém atuando da mesma forma sem mudanças, sem novas adaptações, e isso degrada a produtividade ao longo do tempo. Essas equipes nunca conseguem atingir níveis de alto desempenho. Portanto, aquele velho ditado de que “time que está ganhando não se mexe” não leva nenhuma equipe ou empresa a se manter em alta performance por anos.

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

Devo contratar um estagiário ou profissional experiente?

Aproveite o feriado para pensar em sua carreira

5 dicas para o trabalho temporário virar efetivo