Marketing e vendas: cargos em alta em 2020

Levantamento feito pela EXAME, Catho e outras empresas de recrutamento mostra as tendências da área de vendas e marketing para o ano de 2020. Os cargos têm salários de até R$ 30 mil.

Com boas expectativas para 2020, as movimentações econômicas começam a impactar positivamente em contratações. A tendência é de destaque para áreas digitais e de conhecimento técnico focadas na expansão e crescimento de produtos das empresas. 

Considerando esse fluxo, as áreas relacionadas a vendas e marketing, tanto de produtos como marketing digital, devem ter alta demanda no ano. 

Um levantamento feito entre a EXAME, Catho e outras empresas de recrutamento e seleção para mensurar essa demanda. A ideia é mapear os cargos com maior potencial de contratação em 2020 nas duas áreas.

Veja a lista dos profissionais de Marketing e Vendas que mais serão procurados em 2020:

Analista de Web Analytics

O que faz: é responsável pelo gerenciamento de dados do site como um todo, informações de vendas, como meios e pagamento, aprovação de pedidos e itens mais vendidos por canal.
Perfil: é essencial que saiba lidar com todas as áreas de um site, entender de dados e canais de marketing e de usabilidade, além de ser criativo.
Por que está em alta: compreender os canais de marketing, com os subsídios da ferramenta de Web Analytics e metas, favorece na compreensão dos fatores que levam a metas corporativas serem alcançada ou não, logo esse profissional é a peça chave junto com a área de marketing na identificação dos pontos a serem melhorados.
Salário: entre R$ 2 mil e R$ 8 mil

Analista de DBM

O que faz: atua na gestão do DBM da companhia junto ao fornecedor contratado, mapeando as necessidades de melhorias e mudanças. Compreende as regras de negócio da empresa e reporta os conhecimentos na estrutura do DBM (Database Marketing).
Perfil: implementa e acompanha métricas de negócios, aplicando melhorias nas bases de dados e nos processos da área de DBM, engajando-se também na criação e gestão de mailings extraídos da base para suporte nas estratégias de ações mercadológicas.
Por que está em alta: tem como métrica auxiliar as áreas de negócio na definição de ações, a fim de equilibrar a satisfação dos clientes e o resultado da empresa.
Salário: entre R$ 3 mil e R$ 7 mil

Especialista em E-commerce

O que faz: responsável pelo planejamento e elaboração de estratégias em plataformas de comércio eletrônico e mapeamento de experiência do usuário, além disso, trabalha no levantamento de oportunidades de mercado, visando o aumento de visitas, análise de concorrentes e desenvolvimento comercial.
Perfil: engajado em prestar suporte a loja virtuais e empresas a alavancarem seus potenciais de vendas e diferenciar suas marcas, produtos e serviços, implementando inteligências de mercado e soluções de negócios.
Por que está em alta: devido à usabilidade de plataformas de comércio eletrônico, esse profissional é essencial na gestão de projetos para criar a melhor experiência de compra online.
Salário: entre R$ 3 mil e R$ 8 mil

Analista de comunicação

O que faz: responsável pela comunicação interna e externa, fazendo desde os textos e chamadas de comunicação até muitas vezes a diagramação da arte da empresa, interface com agências e com a mídia em geral.
Perfil: habilidade de comunicação, habilidades de diagramação, fácil relacionamento interpessoal, multitarefas, senso de dono e orientação à excelência.
Por que está em alta: a informação é cada vez mais importante para engajar pessoas, esse profissional se torna fundamental para as empresas, tanto nas comunicações internas, no engajamento dos colaboradores, assim como é importante na interface da empresa com o mercado, com a imprensa, com as agências de comunicação e com o público em geral.
Salário: de R$ 3.600 a R$ 8 mil

Executivo de vendas

O que faz: fica à frente de todo o funil de vendas, do mapeamento e prospecção de clientes, negociação, fechamento e gestão de carteira.
Perfil: consultivo e híbrido, inglês avançado, experiência prévia com venda consultiva de ferramentas, serviços ou softwares, experiência com venda B2B.
Por que está em alta: alta do mercado de tecnologia. Cada dia novos concorrentes surgem, precisando de bons profissionais para sua abertura e expansão do mercado.
Salário: de R$ 6 mil a R$ 9 mil

Gerente de contas

O que faz: responsável pela gestão completa de contas e carteira de clientes do varejo.
Perfil da vaga: organizado, estratégico e com visão de negócio/planejamento comercial. Olhar analítico para ações de vendas internas/ externas. Transitar muito bem entre as áreas internas e externas da empresa.
Por que está em alta: com a retomada do mercado e melhora da economia, as empresas irão buscar, além da expansão dos pontos de vendas, um melhor posicionamento e negociação de seu portfólio junto ao cliente.
Salário: de R$ 8 mil a R$ 12 mil

Engenheiro de vendas

O que faz: responsável pelo mapeamento/prospecção de novas oportunidades, desenvolvimento de propostas técnicas e gestão de carteira.
Perfil: formação em Engenharia, inglês avançado, perfil “agressivo” no desenvolvimento de negócios, com disponibilidade para viagens e para rotina em campo.
Por que está em alta: em momento de retomada de mercado, esse perfil é demandado tanto pela área de Aftermarket (serviços de manutenção/peças sobressalentes) como também a área de Novos Negócios (venda de novos equipamentos).
Salário: de R$ 9 mil a R$ 15 mil

Analista de Inteligência de Mercado

O que faz: o profissional desta área trabalha com diversas fontes de informação para criar uma ampla visão do mercado, dos clientes, dos problemas, da concorrência, da economia e do potencial de crescimento da empresa para novos produtos e serviços. As fontes de dados brutos para essa análise incluem registros de vendas, pesquisas, mídias sociais, dados macroeconômicos, entre muitos outros
Perfil: proativo, ter profunda capacidade de análise e versátil para detectar as principais tendências de mercado, apontar seus riscos e capaz de direcionar as estratégias da empresa para crescer dentro de seu próprio nicho e, ao mesmo tempo, projetar a companhia no mercado em geral
Por que está em alta: a alta competitividade no mercado atual tem levado empresas de diferentes portes e segmentos a buscar a soluções para garantir o crescimento dos seus negócios em relação à concorrência
Salário: entre R$ 2 mil e R$ 11 mil

Coordenador de Marketing digital/mídias sociais

O que faz: é um dos cargos mais em alta no mercado, pois a forma como o consumidor decide por uma determinada empresa ou produto vem mudando e esse profissional é quem faz toda a interface com o consumidor através da gestão das mídias sociais e do site da empresa.
Perfil: iniciativa, criatividade, senso estético, analítico, orientado à prazos, perfil comunicativo e facilidade de simplificar ideias complexas em sentenças que falem com todos os níveis de pessoas.
Por que está em alta: estamos vivendo uma revolução tecnológica na forma como o consumidor toma a decisão de compra de um produto ou serviço e as mídias sociais e os sites das empresas têm um papel fundamental na influência dessas decisões. Existe também um movimento forte de diminuição dos investimentos em propaganda tradicional de rádio/tv e mídia impressa.
Salário: de R$ 5 mil a R$ 12 mil

Gerente de Marketing

O que faz: é responsável por coordenar toda a estratégia de marketing da empresa, faz a interface do posicionamento da empresa e da marca frente ao mercado e tem muita interface com todas as áreas da empresa influenciando em novos lançamentos e no plano estratégico da empresa.
Perfil: criatividade, facilidade de interação com pessoas, facilidade de transitar entre todos os níveis da empresa, orientação à excelência, foco em resultados e senso de dono.
Por que está em alta: devido à situação econômica dos dois últimos anos muitas empresas tinham diminuído o departamento de marketing e os investimentos no setor, e sem grandes investimentos, muitos projetos foram congelados. Nesse momento, vemos com clareza as empresas voltando a investir em novos produtos e consequentemente na área de marketing, que é o coração da empresa com o mercado.
Salário: de R$ 11 mil a R$ 26 mil

Gerente de Trade Marketing

O que faz: é responsável por fazer a ponte entre a área comercial e o ponto de venda da empresa, faz o posicionamento dos produtos perante ao mercado, faz as análises competitivas de precificação, posicionamento na prateleira, estudos do produto da empresa versus a concorrência.
Perfil: capacidade analítica, facilidade com números, bom relacionamento interpessoal, facilidade de lidar com outros departamentos, foco em resultados e capacidade de conexão da estratégia da empresa com a área de trade marketing.
Por que está em alta: o mercado se encontra cada vez mais competitivo e a inteligência de mercado por trás das ações se torna cada vez mais crucial, além disso, setores como bens de consumo duráveis e não duráveis tem uma forte influência das ações nos pontos de venda dos produtos. O departamento é o responsável por potencializar essas ações em prol de uma maior rentabilidade.
Salário: de R$ 9 mil a R$ 20 mil

Gerente nacional de vendas

O que faz: gestão dos processos de vendas, estratégias multicanal e políticas comerciais. Desenvolvimento, implementação e execução das estratégias de RTM e GTM. Gerenciamento dos indicadores e execução em todos os canais. Gestão de investimentos e orçamento.
Perfil: estratégico, multitarefas, proativo e com foco em resultados. Habilidades numéricas, alta capacidade de influência, ótimo relacionamento interpessoal e excelência em gestão de pessoas.
Por que está em alta: aquecimento da economia impactando no segmento de bens de consumo.
Salário: de R$ 20 mil a R$ 25 mil

Gerente de produtos – Bens de Consumo

O que faz: gestão do portfólio da empresa, desde concepção junto ao departamento de Pesquisa & Desenvolvimento até o lançamento do produto no mercado. Viabiliza toda a estratégia para que o produto tenha sucesso no ponto de venda, desde embalagem, precificação, público-alvo, campanhas e materiais para o PDV.
Perfil: desejável experiência com desenvolvimento de produtos, campanhas de marketing e trade marketing.
Por que está em alta: o varejo começa a sentir uma retomada e as empresas estão reposicionando seu portfólio para garantir presença no mercado.
Salário: de R$ 16 mil a R$ 20 mil + variável

Gerente de transformação digital

O que faz:  implementa processos de mudanças digitais nas empresas, trazendo ferramentas e agregando conhecimento para a modernização do marketing.
Perfil: conhecimento em ferramentas de digital, além das noções básicas de marketing tradicional, onde a capacidade de mudança será primordial.
Por que está em alta: digital em grande crescimento com as empresas em constante transformação na área de marketing.
Salário: de R$18 mil a R$ 20 mil

Gestor de vendas

O que faz: estruturação e gestão do modelo de receita previsível.
Perfil: sólida capacidade analítica, gestão de pessoas e indicadores, inteligência emocional e flexibilidade para mudanças rápidas.
Por que está em alta: empresas de diversos setores têm tentado adaptar seu modelo de vendas para um modelo de sucesso no mercado de Tecnologia.
Salário: de R$ 15 mil a R$ 30 mil + variável

4º Curso Exame PME dialoga com empreendedores

Amcham debate sobre a inovação em serviços

Catho participa de debate na Campus Party