Como universitários podem dar o primeiro passo na carreira

Você pode ser um estudante que vive trancado na biblioteca, que passa mais tempo socializando do que estudando, que se dedica mais ao trabalho que aos seus estudos ou aquele aluno que consegue equilibrar todas essas ações e evoluir academicamente. E neste processo de aprendizado, você pode se perder, focando mais em absorver conhecimentos do que se preparar para o ambiente de trabalho.

Digo isto pois só me preocupei com o mercado de trabalho no último ano da faculdade, quando não tinha mais tempo a perder e a necessidade de conseguir um emprego me afetava fortemente. Acredito que poderia ter me planejado e aproveitado melhor o ambiente acadêmico para me preparar para este momento.

Portanto, se você é um estudante universitário, aconselho que planeje desde o primeiro ano seu processo de inserção no mercado de trabalho. Ser um estudante ativo, capaz de construir e fortalecer os relacionamentos com outros estudantes e professores, aproveitar os recursos e projetos acadêmicos, além dos eventos oferecidos pela universidade pode ser um enorme diferencial para a conquista do seu primeiro emprego.

A maioria dos estudantes universitários percebe o momento de iniciar no mercado de trabalho como um grande e assustador desafio, mas lembre-se que você pode assumir o controle por sua preparação, minimizando a sua insegurança e desenvolvendo habilidades que te permitirão entrar no mercado de trabalho com mais tranquilidade.

Aproveite os recursos que sua faculdade oferece

Você sabia que mais de 60% dos estudantes não aproveitam os recursos oferecidos pela faculdade que estudam? Se você fizer parte desta maioria, analise com mais cuidado as iniciativas, programas e estrutura da sua instituição de ensino. Você pode ir às feiras de emprego, workshops e palestras com profissionais bem sucedidos. Como universitário você precisa ser proativo e utilizar todos os recursos existentes.

Muitas habilidades para dar o primeiro passo na sua carreira estão ao seu alcance. Talvez a sua faculdade não ofereça recursos importantes, mas você poderá utilizar programas oferecidos por outras universidades e que são abertos ao público, além de participar de oficinas de criação de currículos, cartas de apresentação, entrevistas, construção de networking, entre outros. Tudo isto te ajudará a se sentir muito mais preparado para o mundo real depois da formatura.

Procure fortemente por oportunidades de trabalho

Entenda que no início de sua carreira qualquer experiência profissional é bem-vinda, seja um trabalho de temporada, um estágio não remunerado, um trabalho voluntário ou, até mesmo, uma atuação como freelancer para um familiar. Estas experiências podem te ensinar competências importantes para as suas funções no futuro.

Como as suas primeiras oportunidades de trabalho tendem a ser difíceis de serem encontradas, esforce-se e tenha paciência. Converse com os seus colegas de faculdade, professores, familiares e amigos sobre diferentes oportunidades de trabalho. Geralmente este é o melhor caminho para encontrar oportunidades para desenvolver as suas primeiras habilidades profissionais.

Crie as suas próprias oportunidades de trabalho

Para se preparar para o mercado de trabalho, você não precisa utilizar oportunidades convencionais. Você pode criar o seu próprio trabalho, seja tirando fotos para sites de banco de imagens na Internet, desenvolvendo um blog pessoal ou criando aulas em vídeo. Atualmente, com acesso à internet e um celular você é capaz de criar diversas fontes de trabalho.

Não se preocupe neste momento em atuar com perfeição. Afinal, você não terá muita experiência. Desenvolva a sua atividade profissional para aprender, lendo modelos de negócio parecidos com o seu, analisando pontos de melhoria e definindo metas periódicas. Isto fará com que evolua, mesmo não tendo um líder ou orientador.

Você é estudante universitário e ainda não está preocupado com o seu primeiro emprego? Talvez seja a hora de priorizar sua preparação e dar o primeiro passo rumo a construção de uma carreira de sucesso.

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

O que faz um educador social

O que faz uma copeira de cozinha?

Paternidade ativa e carreira