Como fazer um currículo de Analista de Departamento Pessoal?

Saiba como preencher o objetivo, resumo profissional e atividades das experiências profissionais com exemplos!

Como fazer currículo de analista pessoal

Está em busca de emprego e precisa de ajuda para montar um bom currículo de analista de departamento pessoal? Ao longo deste texto, vamos te apresentar 5 tópicos que vão te ajudar nesta tarefa:

  1. Como preencher a primeira parte do currículo: dados pessoais, objetivo profissional e resumo profissional.
  2. Como preencher a segunda parte do currículo: formação acadêmica e experiências profissionais, atividades e etc.
  3. Como colocar informações adicionais: cursos complementares, informática e idiomas.
  4. Modelo completo de currículo de Analista de Departamento Pessoal.
  5. Onde entregar meu currículo de Analista de Departamento Pessoal?

Vamos lá: para montar um currículo de analista de departamento pessoal, você precisa organizar todas as suas informações profissionais nas divisões padrões de currículo utilizadas atualmente, que são elas: 

  • Dados Pessoais
  • Objetivo profissional
  • Resumo Profissional
  • Formação Acadêmica
  • Experiências Profissionais
  • Adicionais: Cursos Complementares, Idiomas e Informática.

Além de seguir esta estrutura básica, você deve enfatizar ao máximo habilidades, atividades, experiências e outras características chaves que são procuradas pelos empregadores. 

Mas antes de partirmos para a criação do seu currículo, é importante lembrar que antes de sequer pensar nele, você deve analisar se você possui a qualificação profissional que os contratantes buscam para este cargo. 

Na nossa página de Analista de Departamento Pessoal do Guia de Profissõessite em que exploramos todas as características das profissões – você pode conferir quais os pré-requisitos de perfil, formação, conhecimento e experiência profissional para ocupar este cargo. 

Dizemos isto pois mentir no currículo não é algo que pode te ajudar a aumentar suas chances e sim trazer um efeito reverso, podendo criar situações negativas entre você e a empresa.

Mas se você já você já possui todos estes pré-requisitos e está buscando por oportunidades de emprego neste cargo, vem com a gente montar o seu currículo de analista departamento pessoal:

Primeira Parte: Dados Pessoais, Objetivo Profissional e Resumo Profissional

Esta parte será a responsável pelas primeiras impressões do recrutador sobre você ao ler ele. Por conta disso, é importante atentar-se na objetividade e qualidade das informações que ficarão aqui!

Vamos dividi-la em três seções:

  1. Dados Pessoais
  2. Objetivo Profissional
  3. Resumo Profissional

A primeira seção é a que contém os seus dados pessoais. E vale lembrar que você não precisa inserir este termo “dados pessoais”, basta já ir diretamente para as suas informações, que são elas:

  • Nome Completo
  • Local onde reside – bairro, cidade e sigla do estado
  • Telefone fixo e celular com DDD
  • Email
  • Idade, nacionalidade e estado civil

Veja este exemplo mais visual de como estas informações ficariam distribuídas no cabeçalho do seu CV:

como fazer currículo de analista de departamento pessoal

Repare que não é preciso detalhar muito suas informações, falando sobre sua rua, documentos, e etc. 

Agora, vamos partir para o seu Objetivo Profissional!

Objetivo Profissional

Muitas pessoas acabam se atrapalhando nesta parte e inserindo informações desnecessárias, cujo recrutador não têm interesse em saber, como por exemplo: “ajudar a empresa”, “fazer um bom trabalho”, “ser um profissional excelente” ou até mesmo a pretensão salarial.

O que poucos sabem é que o objetivo profissional do currículo deve ser sempre preenchido com APENAS o nome do cargo que se deseja e no máximo, a área de atuação.

No caso do Analista de Departamento Pessoal, apenas o título do próprio cargo já é o suficiente para esta seção. Veja o exemplo:

Objetivo profissional currículo analista de departamento pessoal

Resumo Profissional

O Resumo Profissional é um texto curto disponível logo no início do seu currículo, do qual o recrutador poderá ter uma visão geral e gerar as primeiras impressões positivas sobre você ao ler o seu currículo.

Por isso, é importante que ele seja elaborado seguindo estes critérios:

  • Ser curto – não ter mais que 3 linhas.
  • Alinhado com o objetivo – deve estar coerente com o seu objetivo profissional e portanto, conter informações que estejam apenas relacionados à ele.
  • Objetividade – falar o seu tempo de experiência na área e principais atividades que conhece, formação, certificações relevantes, softwares ou ferramentas da área que sabe manusear e o nível, idiomas, etc.

Você não deve colocar informações generalistas, como “proativo e responsável”, ou “boa comunicação”. Foque apenas em informações objetivas, relevantes e enxutas sobre a sua trajetória profissional e acadêmica na área. Veja o exemplo:

currículo analista de departamento pessoal resumo

Segunda Parte: Formação Acadêmica e Experiências Profissionais

A formação acadêmica deve estar logo abaixo do seu resumo profissional e precisa conter apenas as seguintes informações:

  • Nome do Curso 
  • Nome da Instituição de Ensino
  • Data de início e conclusão (mês e anos)

No caso do cargo de analista de departamento pessoal, o ensino superior completo ou cursando é uma exigência. Portanto, se você está montando este currículo, é importante que já esteja com sua graduação concluída ou em andamento.

Isto faz com que não seja preciso incluir nada sobre o seu ensino médio nesta seção. Veja o exemplo:

Currículo analista de departamento pessoal - formação acadêmica

Experiências Profissionais

Este é um ponto chave do seu CV do qual o recrutador prestará muita atenção, pois é através das informações que estiverem aqui que ele analisará se sua experiência pode ou não contribuir para o que ele busca.

Suas experiências profissionais devem conter informações como:

  • Título do Cargo
  • Data de entrada e saída (mês e ano)
  • Descrição das atividades

Na descrição das atividades, enfatize as principais atividades da área de departamento pessoal que você realizava nas experiências anteriores, como por exemplo: atividades de eSocial, pagamentos de encargos sociais, obrigações acessórias e etc.

Lembre-se da importância de ser sempre objetivo nas informações! Veja este exemplo:

currículo analista de departamento pessoal experiência profissional

Partes adicionais: Cursos Complementares, Idiomas e Informática

O ideal é que seu currículo impresso não tenha mais que uma folha. 

Mas neste caso, se você for um profissional com um longo histórico, pode ser que suas experiências acabem consumindo um bom espaço no seu currículo e consequentemente, tornando impossível adicionar outras partes como: cursos complementares, idiomas e informática na mesma folha.

Neste modelo de currículo, conseguimos encaixar todos estes itens, por haver apenas duas experiências profissionais. Mas se por algum motivo você não conseguir fazer caber na mesma folha, deixe estas partes adicionais de lado e busque ressaltar essas informações de forma enxuta no seu resumo profissionalcaso você realmente sinta que é importante expor.

Cursos Complementares

Nesta parte você pode colocar seus cursos de curta duração presenciais, online ou profissionalizantes que já realizou. Isto ajuda para mostrar ao recrutador que você de fato entende sobre assuntos da área. Veja este exemplo:

currículo analista de departamento pessoal cursos

Aliás, se você deseja turbinar o seu currículo com cursos online, não deixe de conferir estes cursos citados da área de Departamento Pessoal que a Catho Educação possui!

Idiomas e Informática

No que diz respeito a idiomas, pode dispensar aquele clichê “português nativo”. Limite-se apenas à colocar outros idiomas caso você realmente sinta que tem um nível de comunicação considerável no mesmo. Inclua apenas:

  • Nome do Idioma
  • Nível de comunicação – básico, intermediário ou avançado.

Já para a parte de Informática, você pode comentar sobre seu nível de conhecimento de Excel e Pacote Office, além de outros sistemas que você considerar importante para a área de departamento pessoal:

currículo analista de departamento pessoal idiomas e informática

Modelo de Currículo de Analista de Departamento Pessoal

Segue abaixo o modelo completo de currículo de analista de DP:

Onde entregar meu currículo de Analista de Departamento Pessoal?

Neste artigo te ensinamos a melhor maneira de criar um currículo que será impresso em papel e distribuído fisicamente nas empresas, conforme você for para entrevistas e processos seletivos.

Mas é importante lembrar que atualmente, a maioria das empresas divulgam suas vagas e fazem processos de recrutamento digitais, em portais online de divulgação de vagas, como a Catho.

Por isso, para que você aumente suas chances de conseguir uma boa oportunidade, é indispensável criar um currículo no site da Catho e preencher todos os campos que vão surgindo durante o preenchimento do seu CV seguindo algumas dicas que citamos aqui.

Caso você tenha dificuldades com a criação do seu CV online, o artigo “como preencher o currículo da Catho” pode te ajudar durante esta etapa!

Feito isso, você pode partir para uma busca de vagas de analista de departamento pessoal em sua região e enviar o seu currículo para elas!

Conforme for para as entrevistas, leve o currículo impresso que você montou seguindo estas dicas.

FAQ:

Como posso entrar na área de Departamento Pessoal mesmo sem experiência?

Para trabalhar no setor de Departamento Pessoal sem ter experiência, é preciso buscar aprender através de cursos assuntos pertinentes à área , tais como: obrigações acessórias, ponto eletrônico, eSocial, CAGED e etc. Estes conhecimentos podem ser adquiridos através de cursos online, profissionalizantes ou técnicos. Feito isso, é preciso procurar por vagas de nível médio do setor, como por exemplo: auxiliar de departamento pessoal, para iniciar na área.

Qual faculdade fazer para trabalhar com Departamento Pessoal?

A faculdade ideal para trabalhar com Departamento Pessoal é a graduação em Gestão de Recursos Humanos.

Qual a diferença entre Departamento Pessoal e Recursos Humanos?

O Departamento Pessoal tem suas atividades mais focadas no cumprimento da legislação trabalhista e o desenvolvimento de atividades operacionais mais burocráticas e documentacionais. Já o setor de recursos humanos é mais focado no que diz respeito ao desenvolvimento humano e processos seletivos, como por ex.: recrutamento e seleção, desenvolvimento de treinamentos e capacitações e etc. 

Qual a diferença entre o analista de Departamento Pessoal e o analista de Recursos Humanos?

O analista de departamento pessoal realiza em seu dia a dia tarefas que visam o cumprimento da legislação trabalhista pela empresa, responsabilizando-se por obrigações acessórias, conciliações bancárias, contábeis e etc. Já o analista de recursos humanos, possui funções mais ligadas ao desenvolvimento dos colaboradores, como por exemplo, planejamento de treinamentos e capacitações para o desenvolvimento profissional e pessoal dos mesmos.

Dia da Chefe: salários desiguais em cargos de liderança

Como ser contador?

Como ser gerente de vendas?