Início de carreira: para onde vou e como?

Por Corinna Schabbel*

Início de carreiraQuando se aproxima a época de fazer a inscrição para o vestibular, percebe-se o quanto esse momento é difícil para os jovens. Como decidir, aos 17 ou 18 anos pela carreira a seguir? O problema não reside na incapacidade do jovem em decidir, posicionar-se sobre o que fazer, mas faltam-lhe critérios claros para tomar tal decisão. O que se vê, na prática, é uma escolha ou pelos cursos tradicionais (medicina, engenharia e direito) influenciados pelos familiares, ou cursos da moda (comunicação, radio e TV, nutrição, etc.) com um número crescente de alunos que desistem do curso que escolheram.

Os jovens são solicitados cada vez mais cedo a decidirem pela profissão que desejam abraçar. Alguns, sem muita opção, acabam escolhendo a profissão de um dos pais. Outros se interessam pelas profissões que tenham uma possibilidade maior de projeção social.

Ser cobrado pela escolha profissional cada vez mais cedo, é uma tarefa árdua. Acertar nessa escolha dentro de um contexto instável é ainda pior. O que fazer? Como fazer?

Considerando-se essas dificuldades e muitas outras que passam pela cabeça do jovem universitário creio que o maior desafio seria refletir sobre o significado da carreira na vida como um todo.

Corajosamente, respondam às perguntas: “o que gosto de fazer?”, “o que sei fazer?” “com qual profissão me sentirei bem na vida?”, “qual   finalidade terá o meu trabalho?” levando sempre em consideração de que emprego é algo muito diferente de uma carreira.

Ao pensar em carreira, pensamos em realização. Faça um exercício e projete em uma tela imaginária onde deseja estar daqui a dez ou quinze ano? Não pense apenas naquilo que você quer ter (seu lado consumista), pensa naquilo que você deseja criar, realizar e contribuir com alguma coisa (um mundo melhor, uma vida mais saudável, fazer a diferença, etc). Seria bom se sentir realizado e motivado a fazer mais, a fazer diferente, a inovar e quem sabe criar algo para poder dizer: “Fui eu”.

Transforme o seu exercício em realidade e vá na direção onde poderá   aplicar todo seu potencial, capacidades, talento e vocação. Seguir a vocação é um estímulo que dá significado àquilo que fazemos. O processo de descoberta implica que sejamos nós mesmos.  Essa descoberta, não raro, se dá durante os anos de faculdade.

Se perceber que o curso escolhido não atende à sua vocação, não sinta vergonha em assumir que não fez a escolha certa, não tenha dificuldade em revelar que não é aquilo que deseja fazer, a preocupação com o dinheiro já investido em sua formação pode se transformar em oportunidade.  .. Mesmo diante de tantos senões não deixe que esses pensamentos o desviem de seus projetos. Emprego é uma necessidade e carreira é um objetivo.

O primeiro estágio poderá fazer a diferença para o início de uma carreira. Como o próprio nome já diz, o estágio visa a aplicação prática de temas vistos em sala de aula. À medida que o estágio lhe oferece essas possibilidades você perceberá que, além do aprendido, há outras possibilidades pouco exploradas que ao chamar sua atenção, lhe darão coragem para arriscar a seguir um caminho  recém-descoberto.

Algumas regras não devem ser burladas como a da boa educação, bons modos, respeito às tradições e à sabedoria. Ser jovem pode significar ter a coragem para fazer diferente, arriscar em uma trajetória menos tradicional, mais inovadora. O diploma? Fará diferença? Muita…. No conhecimento adquirido, na bagagem acumulada e na facilidade em perceber as diferentes nuances do mundo à sua volta.

A carreira é construída ao longo do tempo a partir de uma escolha que, somada às oportunidades, à motivação pessoal e a coragem de vencer os obstáculos do dia-a-dia  constituem os verdadeiros alicerces para a  colheita de bons frutos.

Construir, seja lá o que for, não é tão simples. Imagine a sua própria carreira…. trabalhoso, com muitas idéias, algumas se transformando em projetos e poucas em realidade.

 

*Corinna Schabbel é Ph.D e Diretora de Recursos Humanos da Benner Sistemas – uma das cinco maiores fornecedoras de software de gestão do Brasil

3 comportamentos que você deve ter no novo emprego

5 fatores eliminatórios num processo seletivo de estágio

A reforma do ensino médio e a escolha precoce da…